Logística reversa - Entenda seu funcionamento

Logística reversa - Entenda seu funcionamento

A Logística é definida como: processo de planejamento, implementação e controle do fluxo de matérias-primas, produtos acabados e informações relacionadas desde o ponto de origem até o ponto de consumo. Ou seja, é todo o caminho que um produto faz para sair da fábrica e chegar até o cliente. A logística reversa inclui todas as atividades mencionadas na definição acima, porém no sentido inverso, pois ela parte do cliente e volta para o seu local de origem.
 

Logística Reversa: Entendendo o Conceito

 
De forma mais precisa, a logística reversa é o processo de transferência de mercadorias do seu destino final típico para seu local de origem com objetivos, como: troca, conserto, reciclagem, devolução, etc. Quando você compra um produto por meio de uma loja virtual, por exemplo, mas decide devolvê-lo por qualquer motivo que seja, o caminho que ele irá fazer para chegar até a empresa se chama logística reversa.
 
Existem diversos motivos que levam à logística reversa nas empresas e os mais comuns são:
 
• Produto com defeito de fabricação.
 
• Mercadorias que chegaram avariadas ao destino.
 
• Produtos que precisam ser enviados para assistência técnica.
 
• Pedidos que foram enviados errados.
 
• Recolhimento de resíduos (embalagens de agrotóxicos, pneus, pilhas, eletrodomésticos e eletrônicos quebrados, etc.).
 
• Produtos alugados que são devolvidos após o encerramento prazo.
 
Como se pode ver, podemos classificar essas situações em dois tipos, que são: pós-venda e pós-consumo. Me refiro a pós-venda quando cito, por exemplo, produtos com defeito que o cliente devolve para a loja. Já no caso do recolhimento de resíduos, estou me referindo ao pós-consumo, visto que o cliente já consumiu o que comprou e está devolvendo uma embalagem ou mesmo o produto em si que não tem mais uso.
 

Logística Reversa e Sustentabilidade

 
Ainda falando sobre a logística reversa pós-consumo, podemos destacar a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Criada em 2010, é uma lei que tem como objetivo regulamentar a forma como a sociedade lida com o lixo, buscando reduzir a quantidade de resíduos que é descartada de forma irregular.
 
Antes da criação da PNRS, quando alguém descartava resíduos de forma irregular, não dava para saber quem era o responsável. Após a criação da lei, o responsável pelo produto ou embalagem que foi descartado passam a ser quem o fabricou. Por exemplo: Uma empresa que fabrica agrotóxicos tem a obrigação de oferecer um serviço de recolhimento das embalagens vazias, ou seja, a logística reversa daquilo que seria descartado pelo consumidor, muitas vezes de forma irregular.
 
O fato é que logística reversa e sustentabilidade são dois temas que estão amplamente ligados. Antes da lei ser sancionada, essa forma de reenvio de mercadorias para o local de origem já existia, porém apenas mais recentemente ela passou a ser vista como uma ferramenta realmente importante dentro das empresas.
 
Não basta que a organização ofereça a opção de recolher a mercadoria que o cliente não irá usar mais, é importante que ela tenha uma política de encaminhamento para o que for recolhido. No caso de embalagens, por exemplo, é necessário que sejam realizados os procedimentos para descontaminação (no caso de agrotóxicos, por exemplo) e reciclagem das mesmas.
 

Motivos Para Investir em Logística Reversa

 
Se você tem uma empresa e quer entender melhor as razões pelas quais deve investir em logística reversa, conheça os principais motivos:
 
Cumprimento da Lei: Como disse anteriormente, a PNRS é uma lei e, portanto, deve ser cumprida para que a sua empresa não sofra punições e seja prejudicada.
 
Proteger o Meio Ambiente: Mais do que apenas cumprir uma lei, investir na logística reversa de resíduos é necessário por uma questão ambiental. É importante que cada uma faça a sua parte para que o meio ambiente seja preservado.
 
Ser Uma Empresa Verde: Temas como sustentabilidade e preservação ambiental estão bastante em alta na atualidade. Tomar medidas para colaborar com isso fará com que a sua empresa seja vista como uma organização verde e isso é muito positivo no mercado.
 
Promover Melhorias no Processo: Por meio da logística reversa é possível entender e analisar os motivos que levam um produto a ser devolvido. Com isso, podem ser criadas formas de melhorar os processos com o objetivo de reduzir as devoluções.
 
Redução de Custos de Produção: Quando processos são melhorados, a redução de custos acaba sendo uma consequência, o que é ótimo para qualquer negócio.
 
Ter um Diferencial: As empresas estão sempre em busca de ter um diferencial em meio aos concorrentes. Oferecer um serviço eficiente de logística reversa certamente irá proporcionar uma grande vantagem competitiva para o seu negócio.
 

Casos de Sucesso de Logística Reversa

 
Os pequenos empresários estão sempre se inspirando em grandes organizações para buscar o sucesso. Quando se trata de logística reversa, alguns casos de sucesso mais emblemáticos são:
 
Natura: A empresa brasileira de cosméticos conta com um programa de recolhimento de embalagens vazias de seus produtos, o que evita que sejam descartados de forma irregular no meio ambiente.
 
Antárctica: Famosa por produzir refrigerantes, a Antárctica utiliza garrafas PET fabricadas por meio da reciclagem de embalagens vazias de seus produtos.
 
Vivo: A operadora de telefonia aceita aparelhos de celular antigos e, em troca, oferece descontos para seus clientes comprarem um novo.
 
Você já conhecia a fundo o funcionamento da logística reversa? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais e passe a informação adiante.