Você conhece os tipos de estruturas organizacionais existentes?

Você conhece os tipos de estruturas organizacionais existentes?

As empresas são constituídas de maneira específica para atingir seus objetivos, e sua estrutura organizacional pode ajudar ou atrapalhar o seu progresso. Grandes e pequenas organizações podem obter melhores resultados se as suas necessidades estiverem de acordo com a estrutura do negócio. No artigo de hoje falarei a respeito dos três tipos principais, que são: funcional, divisional e matricial.
 

O Que é Estrutura Organizacional?

 
A estrutura organizacional de uma empresa é um sistema usado para definir a hierarquia que irá formá-la. Através dela, cada atividade e função são identificados, definindo a quem cada um deverá relatar, além de outros aspectos humanos, financeiros, administrativos, etc. Essa estrutura é desenvolvida para estabelecer como uma organização opera para alcançar os seus objetivos e para permitir o crescimento futuro. A representação gráfica da estrutura organizacional é chamada de organograma.
 
Existem diversos tipos de estruturas organizacionais e é importante escolher aquele que melhor atenda às necessidades da empresa. Os principais tipos são: funcional, divisional e matricial. A estrutura divisional é adequada para organizações com unidades de negócios distintas, enquanto uma estrutura funcional é baseada nos deveres de cada cargo. Já na estrutura matricial, há dois ou mais supervisores que se responsabilizam por cada setor, é o tipo mais complexo, mas pode ser necessário para grandes organizações.
 
Embora existam muitos tipos de estruturas organizacionais para atender as necessidades de cada companhia, todos eles fornecem uma hierarquia que se reporta, de forma centralizada, a um grupo. O mais alto membro de um organograma pode ser um ou vários executivos, que são chamados de presidente, diretor executivo ou diretor de operações.
 
Salários: A estrutura organizacional também é importante para a criação de estruturas salariais dentro da empresa. Uma vez que ela é estabelecida, as faixas salariais podem ser criadas para cada cargo. Na maioria dos casos, cada função é alinhada a um grau de salário, e cada classe tem uma faixa salarial especificada. Isso permite que os objetivos financeiros do negócio sejam assegurados e que os salários sejam distribuídos de forma justa.
 
Expansão: Se uma organização se desenvolve, a estrutura organizacional permite espaço para o crescimento. Isso pode incluir a criação de novas divisões e promoções dos colaboradores. Quando a estrutura é reorganizada após uma expansão, existe uma base para a alteração de salários e descrição de cargos com maior rapidez e eficiência, e com o mínimo de interrupção das operações.
 

Principais Tipos de Estrutura Organizacional

 
Conheça os principais tipos de estrutura organizacional e saiba mais a respeito de cada um deles.
 

Estrutura Organizacional Funcional

 
A estrutura funcional é configurada de modo que cada parte da organização é agrupada de acordo com a sua finalidade. Neste tipo de empresa, pode haver um departamento de marketing, outro de vendas e um de produção, por exemplo. É uma estrutura que funciona muito bem para pequenos negócios, em que cada setor pode contar com o talento e conhecimento dos seus colaboradores.
 
No entanto, nem tudo são flores, e uma das desvantagens da estrutura funcional é que a coordenação e a comunicação entre os departamentos podem ser dificultadas pelos limites organizacionais de ter os várias áreas separadas. Porém, basta que sejam definidas medidas que possam suprir essa falha e, assim, conseguir desfrutar apenas as vantagens do modelo.
 

Estrutura Organizacional Divisional

 
A estrutura divisional normalmente é usada em grandes empresas que operam em uma ampla área geográfica ou que têm setores responsáveis por diferentes tipos de produtos ou áreas de mercado. Uma fábrica de peças de carro, por exemplo, pode ser dividida em setores, de acordo com o que cada um deles produz. A vantagem desta estrutura é que as necessidades podem ser satisfeitas mais rapidamente e de forma mais específica. No entanto, a comunicação pode ser complicada, já que os funcionários de diferentes departamentos não estarão trabalhando juntos.
 
A estrutura organizacional divisional tem um custo alto, devido ao seu tamanho e escopo. As pequenas empresas podem usar uma estrutura divisional em menor escala, com diferentes escritórios em diferentes partes da cidade, por exemplo, ou com a divisão de várias equipes de vendas para atender diferentes áreas geográficas.
 

Estrutura Organizacional Matricial

 
O terceiro dos principais tipos de estrutura organizacional é chamado de matricial, e é o mais desenvolvido, pois trata-se de uma combinação das estruturas divisional e funcional. Nela, as equipes são formadas por profissionais com diferentes especializações. Normalmente utilizada em grandes empresas multinacionais, reúne os benefícios dos outros dois tipos. É indicada para organizações que trabalham por projetos, como as da área de engenharia, por exemplo.
 
O ponto negativo é que é um modelo que pode criar conflitos de interesses e poder, já que a maioria das áreas da companhia terá uma dupla de gestão. A comunicação também pode ser prejudicada, pois não costuma ser clara. Então é importante que seja muito bem estruturada para que os conflitos sejam evitados e atrapalhem o andamento das operações.
 
Você já conhecia esses três tipos de estrutura organizacional? Qual acredita ser o mais vantajoso? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.