Fusão de empresas - Entenda como esse processo funciona

Fusão de empresas - Entenda como esse processo funciona

O mundo dos negócios vive em constante processo de transformação, o que obriga as empresas a acompanharem e se adaptarem, caso contrário correm o risco de perder posicionamento no mercado em que atuam. Estas mudanças acontecem, pois as expectativas e necessidades dos consumidores varia a todo instante; a economia, principalmente esta com a qual estamos tendo de lidar, tem trazido diversos desafios; e os concorrentes não param de elaborar estratégias, cada vez mais eficientes, para se tornarem líderes diante de seus clientes.
 
Tudo isso, faz com que o mercado se movimente e se modifique com frequência, o que, consequentemente, obriga os mais diversos tipos de empresas, sejam elas pequenas, médias ou grandes, a criarem estratégias eficientes para tornarem-se cada vez mais competitivas e não perderem posicionamento. É para vencer este e muitos outros desafios, que organizações, aqui e ao redor do mundo, decidem unir-se, para se fortalecerem e continuarem atuando e oferecendo produtos e serviços de qualidade a seu público-alvo.
 
Com o intuito de entender melhor como funciona este processo de fusão de empresas, vou explicar um pouco mais sobre este assunto, mostrando qual o momento ideal para colocá-lo em prática.
 

Fusão de empresas

 
Trata-se, basicamente, do processo jurídico, que permite que duas ou mais empresas unam-se, no sentido de formar uma nova organização. A partir do momento que se determina o início de um novo negócio, por meio de uma nova empresa, a consolidação deste processo ocorre de forma gradual, ou seja, primeiro os proprietários e principais gestores começam a trabalhar juntos, determinando os cargos administrativos, para, em seguida, definir de que forma as operações organizacionais serão realizadas hierarquicamente.
 
Geralmente, os gestores das empresas decidem unir-se, por acreditarem que este novo investimento trará bons frutos para todos os envolvidos, não só financeiros, mas também, e principalmente, de posicionamento de mercado, obtendo um retorno altamente positivo, por meio desta fusão.
 

Quais as vantagens?

 
São inúmeras as vantagens possíveis a partir do processo de incorporação de empresas, sendo o principal deles a vantagem competitiva que se ganha no mercado, uma vez que, quando uma fusão acontece, praticamente elimina-se a concorrência e passe-se a se ganhar cada vez mais atenção dos consumidores da nova marca criada.
 
Outro benefício tem a ver com a união de forças. O que quero dizer com isso é que se uma das empresas passa por dificuldades financeiras, mas tem uma boa infraestrutura e conta com profissionais talentosos em seu quadro de funcionários, e a outra possui recursos suficientes para alavancar, financeiramente, os resultados de ambas, a possibilidade de obterem um retorno positivo, a partir da fusão, são ainda maiores.
 
A junção de duas empresas para formar uma maior, possibilita a este novo empreendimento um crescimento considerável, já que ele já nasce maior do que seus concorrentes. Isso porque existe o acesso a melhores fornecedores, que oferecem serviços e produtos a preços mais competitivos, o que faz com que haja uma redução nos custos gerais da empresa. A consequência disso, é a diminuição nos custos de produção, o que permite que se atue no mercado, oferecendo serviços a um custo ainda mais acessível aos clientes.
 

Os desafios

 
Como tudo neste vida, este processo também é repleto de desafios, que precisam ser superados com perseverança e bastante paciência. Isso acontece, pois antes cada empresa pensava por si só, geralmente vendo a sua nova parceira, como principal concorrente. Hoje esta realidade mudou e é necessário se unir e, principalmente, aprender a caminhar juntas, cada uma se adaptando à cultura organizacional da outra, para formar uma só para ambas. Como eu disse, não é fácil, mas também não é impossível, basta força de vontade de todos os envolvidos no processo, para fazer dar certo no final.
 
Dentro disso, existe um ponto que deve ser levado em consideração, que é o processo de adaptação dos colaboradores de ambas as empresas. Como eles estavam acostumados com uma forma de trabalho, e agora terão de realizar suas atividades conforme a nova gestão e realidade determinarem, é necessário acompanhá-los e oferecer o suporte necessário para que desejem permanecer e permaneçam contribuindo com o melhor que podem fazer.
 
Outra questão em será necessário contar com ajuda especializada, diz respeito aos novos cálculos tributários nos quais a nova empresa deverá se adequar. Para auxiliar neste processo, é fundamental contar com o apoio de uma assessoria contábil, que, além de informar quais impostos a organização irá pagar, também vai ajudar na estruturação do contrato da sociedade que está se formando.
 
A cisão de empresas traz diversos benefícios àqueles que se aventuram neste processo. Entretanto é importante se atentar aos direitos e deveres, para não sofrer com situações desnecessárias no futuro da nova organização.
 
Gostou deste conteúdo Então continue me acompanhando por aqui, em minhas redes sociais e em meu canal no Youtube, pois todos os dias tem novidades para potencializar seus resultados empreendedores.