Pequenas empresas: conheça sua importância na geração de empregos

Pequenas empresas: conheça sua importância na geração de empregos

Os últimos anos não foram fáceis para o Brasil, que ficou imerso numa grande crise econômica, contudo, os pequenos negócios têm contribuído para deixar esse cenário para trás com intensa geração de empregos. A observação do mercado brasileiro nos últimos anos não deixa dúvidas a respeito da relevância das micro e pequenas empresas para que o país prospere.
 

Pequenos Negócios São Grandes Geradores de Empregos

 
As pequenas empresas se mantêm no topo da lista das organizações que mais geram empregos no país de acordo com análise realizada pelo Sebrae. O levantamento levou em consideração os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) fornecido pelo Ministério do Trabalho.
 
Para se ter uma ideia da relevância das micro e pequenas organizações, podemos usar o mês de agosto de 2017 como exemplo. Nesse período, as companhias de pequeno porte geraram cerca de 47,4 mil postos de trabalho contra apenas 12,5 mil das médias e grandes corporações. Os primeiros sinais de recuperação da economia brasileira foram observados a partir dos resultados positivos da criação de postos de trabalho pelas empresas de pequeno porte.
 

Saldo Positivo Que Se Mantém

 
O ponto mais relevante em relação à prosperidade gerada pelos pequenos negócios está no fato de que eles conseguem manter a solidez dos seus resultados. O levantamento realizado pelo Sebrae apontou sete meses de saldo positivo de geração de empregos no segmento das micro e pequenas empresas. Com apenas cinco meses consecutivos já era possível afirmar que a economia brasileira estava dando sinais de que sairia da crise.
 
Um resultado positivo isolado não é considerado como uma solução, a tranquilidade dos economistas está no fato de que esse balanço positivo se mantém ao longo do período. Do mês de janeiro a agosto de 2017, as pequenas empresas tiveram saldo positivo de 327 mil vagas de trabalho enquanto as médias e grandes companhias fecharam 182,4 mil empregos.
 

Por Que os Pequenos Negócios Geram Mais Empregos?

 
O povo brasileiro é um dos que mais empreendem no mundo e a crise econômica apenas ajudou a potencializar esse talento natural. Mais pessoas encararam o momento financeiro difícil como uma oportunidade de, finalmente, tirar o seu sonho do papel e começar a dar seguimento para a sua própria empresa. Com mais pessoas empreendendo é natural que o setor gere uma quantidade significativa de empregos.
 
Além disso, as pequenas empresas têm mais chances de prosperar em momentos em que o mercado não se mostra favorável. Pode ser difícil posicionar uma companhia de tamanho médio ou grande numa economia em crise, contudo, uma organização de menor porte se mostra mais maleável. Enquanto a economia continuar mostrando resultados positivos para os pequenos, haverá esperança de recuperação.
 

Setor de Serviços – Impulso dos Bons Resultados

 
O setor de serviços é o que apresenta melhores resultados em termos de geração de postos de trabalho dentre os pequenos negócios, foram criados em torno de 28 mil vagas somente no mês de agosto. Ao longo do ano, esse setor já abriu mais de 204 mil vagas, sendo responsável por cerca de 62% das contratações com carteira assinada.
 

Setores da Economia e a Geração de Empregos

 
O único setor da economia brasileira que apresentou resultado negativo em agosto com o fechamento de 12,6 mil vagas de trabalho foi o agropecuário. Porém, esse mesmo setor foi responsável pela abertura de mais de 74 mil vagas ao longo do ano. Um dos principais sinais de que a economia está voltando aos trilhos é que no mês de agosto o setor do comércio foi o que apresentou o maior índice de geração de empregos.
 
Foram abertos cerca de 14,2 mil postos de trabalho e, considerando o ano todo, o número chega a 20,7 mil. Logo em seguida, aparecem importantes setores da economia, como a Construção Civil – com a geração de 8,9 mil postos em agosto e 28,3 mil no ano todo –  e a Indústria – com 8,4 mil postos abertos em agosto e no acumulado do ano cerca de 36,7 mil vagas.
 

Você Pensa em Empreender?

 
Pode parecer curioso, mas nos momentos de crise o mercado pode ser mais propício a criação de novos negócios. Claro que se deve considerar o tamanho do investimento que deverá ser feito para que a empresa comece a operar e se existe fôlego no seu segmento. Com um bom estudo de mercado é possível tirar o seu sonho do papel e torná-lo realidade.
 
A realização do seu sonho de empreendedor pode se tornar novos postos de trabalho no mercado. Muitas pessoas dependem da abertura de novas empresas para que possam encontrar uma colocação profissional num momento em que a economia procura por maneiras de voltar a crescer. As pequenas empresas são fundamentais para que sejam gerados empregos e, com isso, o Brasil se torne um país economicamente mais estável.
 
Gostou de saber mais sobre o papel dos pequenos negócios para a geração de empregos no Brasil? Deixe seu comentário!