O que fazer para alcançar a longevidade empresarial?

O que fazer para alcançar a longevidade empresarial?

Assim como a sociedade, o mercado passa por constantes transformações e, para que as empresas se mantenham sólidas, é essencial que contem com um planejamento empresarial inteligente e eficaz. Nos últimos anos, observamos a queda e, até mesmo, o pedido de falência de empresas que estiveram fortes no mercado por mais de meio século. O sucesso empresarial é bastante relativo dentre as companhias que não se adaptam aos novos tempos, a longevidade precisa ser conquistada com muito trabalho.
 

A Longevidade Empresarial e o Fenômeno do Fechamento de Empresas

 
O cenário econômico mundial tem se mostrado bastante complicado nos últimos anos e, em parte, esse é um dos fatores que tem levado ao fechamento prematuro de inúmeras empresas. Contudo, não é somente a questão financeira que tem sido impactante para que muitos negócios fechem as suas portas, a recusa por promover mudanças e inovar também em sua parcela de culpa.
 
Apesar do fechamento de empresas que não se adaptam acompanhar o mercado desde sempre, foi nesse século que a questão ganhou contornos mais complexos. A aceleração das relações causada pelo imediatismo proposto pela internet fez com que, em apenas alguns meses, muitas empresas deixassem de se mostrar seguras, tendo uma forte queda no valor de suas ações. Em alguns casos, um bom planejamento empresarial evitou o pior, contudo, nem sempre isso se mostrou possível.
 

Planejamento Empresarial: Adaptação Para Sobreviver

 
Já na década de 70, os principais nomes da administração sabiam que era necessário se adaptar para se manter no mercado. Foi nesse período que surgiu um conceito que tinha como base as ideias de seleção natural desenvolvidas por Charles Darwin a respeito das espécies. Tal qual as espécies animais que desejavam se manter no mundo, as empresas precisavam se manter sempre prontas para transformar a sua existência no mercado.
 
É importante compreender que nenhuma empresa se manterá em crescimento crescente para sempre e que é essencial para a sua sobrevivência saber redirecionar as suas atividades sempre que necessário. Estima-se que o tempo de sucesso empresarial de uma organização de grande porte seja de, em média, três décadas, enquanto de empresas pequenas e médias seja de 4 a 5 anos. A longevidade empresarial depende de saber como tornar sua empresa relevante em diferentes cenários e contextos.
 

Inovação: O Segredo Para Conquistar a Longevidade Empresarial

 
Independente do tamanho da empresa em questão, existe apenas uma forma de se manter numa posição sólida no mercado, inovar. A partir da identificação do início da crise de relevância da empresa no mercado é importante traçar estratégias que permitam reposicioná-la como uma das principais lideranças de seu setor.
 

Caso Kodak: Falta de Inovação Que Levou à Falência

 
Resolvi apresentar o caso da Kodak como um bom exemplo de como a falta de inovação pode fazer ruir até mesmo impérios que parecem fortemente estabelecidos. No ano de 1888, a Kodak foi criada a partir de uma grande inovação tecnológica, a invenção do filme fotográfico por George Eastman, um dos fundadores da companhia.
 
Ao longo de sua história, a Kodak cresceu ainda mais devido a outra invenção, a câmera fotográfica. Durante o século 20 a empresa viveu longas décadas de prosperidade, sem se preocupar em realizar inovações, pois detinha tudo de que dependia o mercado fotográfico até então, e as suas concorrentes mais poderosas, como a Polaroid, por exemplo, não a ameaçavam diretamente.
 
Contudo, o que a companhia não viu foi a ameaça do segmento de câmeras digitais e smartphones que permitiam tirar quantas fotos se desejasse sem depender dos filmes fotográficos. Não tendo mais saída para os seus produtos num mercado totalmente voltado para o digital, a empresa centenária se viu pedindo falência no ano de 2012. A Kodak tenta se manter respirando com o lançamento de um smartphone direcionado para os amantes de fotografia, mas nada perto do sucesso empresarial que manteve por décadas.
 

Qual a Lição Que Podemos Tirar?

 
Lendo o caso da Kodak fica claro o quanto a inovação tem peso no desenvolvimento e manutenção de uma empresa sólida no mercado. Não basta apenas estar no mercado, é preciso fazer parte das mudanças que ajudam a construir o mesmo. Se a Kodak tivesse adotado uma postura focada em se adaptar e se desenvolver dentro das novas tendências do seu mercado, poderia ser uma gigante da imagem digital atualmente.
 
Contudo, não fazer nenhum movimento e continuar insistindo em ignorar as mudanças tecnológicas contribuiu para que a empresa perdesse capital, confiança e relevância. A longevidade empresarial tem forte relação com movimentação de mercado, isto é, manter a empresa num trabalho constante para ser a primeira colocada em seu setor. Não tem nada pior do que ficar parado vendo o restante do mercado se mover. Adaptação é o verdadeiro segredo para manter a empresa numa posição de liderança e competitiva.
 
Gostou das dicas a respeito de longevidade empresarial? Compartilhe com seus amigos empresários e incentive a inovação!