Porque devo registrar a marca da minha empresa?

Porque devo registrar a marca da minha empresa?

Todo empresário ou empreendedor, ao dar início ao seu próprio negócio, tem o desejo intrínseco de que ele seja único e exclusivo, que se destaque no mercado e que se torne altamente competitivo diante de seus concorrentes, não é mesmo? Este sentimento nos domina no decorrer de toda a nossa trajetória e não nos abandona em nenhum momento, pois ele é o combustível que nos impulsiona a fazer com as nossas empresas sejam bem-sucedidas.
 
Para oferecer esta exclusividade aos nossos clientes, precisamos nos preocupar em registrar a marca de nossas empresas, pois assim, evitamos que ocorram, futuramente, transtornos como a cópia ou apropriação das ideias que tanto nos esforçamos e nos dedicamos para elaborar e, assim, tornar a vida de nossos consumidores ainda melhor.
 
Veja a seguir a importância de se registrar a marca de sua empresa e como você pode e deve fazer isso.
 

O que é marca?

 
Pode-se considerar como marca todo símbolo ou sinal visual, que pode ser uma palavra, imagem, entre outros, que identifique e se diferencie dos demais produtos e serviços semelhantes que são oferecidos no mercado. Em alguns países, um odor o sinal sonoro, também podem ser considerados como marca. Porém, a legislação de nosso país somente permite e reconhece símbolos e sinais visuais como marcas.
 

A importância do registro da marca da sua empresa

 
O registro de marcas e patentes garante que aquilo que você e seus colaboradores criam, operacional e intelectualmente, em sua empresa, com esforço e dedicação, mantenha-se protegido de possíveis cópias, que infelizmente ainda acontecem de forma corriqueira.
 
Isso porque uma marca é criada com o objetivo de identificar determinados produtos e serviços desenvolvidos por empresas e instituições. Ela tem a função de criar vínculos com os consumidores e fazer com que as organizações se destaquem no mercado, tornando-se referência perante seus concorrentes.
 
Tendo isso em vista, o não registro da sua marca poderá acarretar alguns problemas no futuro, que podem lhe trazer dores de cabeça desnecessárias. Ou seja, se alguma outra empresa, que oferece o mesmo produto e serviço que a sua oferece, decide registrar uma marca, e esta é igual ou semelhante à sua, pode ser que no momento em que você se der conta disso, seja tarde demais e ela já esteja “roubando” sua reputação, uma fatia do mercado e do público-alvo que lhe pertence.
 
Sendo assim, apesar da não obrigatoriedade do registro de marca, acredito ser de extrema importância que isso aconteça. Esta deve ser uma das primeiras ações que empresários e empreendedores devem realizar, para que não aconteçam casos como o que citei acima, e inúmeros outros existentes. Como diz ditado – o seguro morreu de velho!
 
Diante disso, acho importante também compartilhar com você os caminhos para se registrar uma marca.
 

Como registrar uma marca?

 
No Brasil, a Lei que regulamenta o registro de marcas e patentes é a de nº 9.279. Ela determina normas técnicas para produtos e serviços, que devem ser cumpridas à risca para que haja a concessão do registro.
 
Para que este seja de fato realizado, é necessário entrar em contato com Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), que fará as análises necessárias do pedido de registro de marca, verificando se os produtos ou serviços oferecidos pela sua empresa estão em conformidade com a Lei de Propriedade Industrial. Havendo a concessão, a legislação brasileira garante que você utilize, de forma exclusiva, sua marca em todo o território nacional, bem como em mais 137 países.
 
É importante lembrar, que existe um custo para que seja realizado o registro de marca no Brasil. Os valores das taxas variam de acordo com as normas do INPI e com a natureza da organização que deseja se registrar. No entanto, é essencial que você considere isso como um investimento que você está fazendo para contribuir com o crescimento do seu negócio, e não como uma despesa a mais em seu orçamento.
 
Independentemente de quanto custa registrar uma marca, se você ainda não fez o registro da sua, aconselho que faça de imediato, para garantir o posicionamento de mercado e manter a sua empresa sempre competitiva diante das demais.
 
Lembre-se sempre que vale mais arcar com os custos das taxas de registro do que, no futuro, ter de lidar com ações judiciais para reaver aquilo que você lutou e se esforçou tanto tempo para construir ao longo do tempo. Não espere o momento certo para fazer isso. Permita que seus clientes saibam quem você é no mercado, se aproximem ainda mais de sua empresa e dos produtos e serviços que ela lhes oferece. Assim, você garante o sucesso de seus negócios.
 
E você, já registou suas marcas? Tem a patente de seus inventos? Reflita e considere a possibilidade de buscar ao respaldo de um registro para garantir que nada e nem ninguém tome uma marca que você se dedicou anos para construir e firmar diante dos concorrentes.
 
Deseja ter acesso a mais conteúdos como estes? Continue acompanhando meus posts, que acontecem diariamente aqui em meu blog e também em minhas redes sociais: Facebook, Instagram e Youtube.