Profissionais autônomos - Principais erros no controle financeiro

Profissionais autônomos - Principais erros no controle financeiro

O sonho de abrir o próprio negócio é bastante comum entre os brasileiros. Muitos desejam se tornar profissionais autônomos para tomar decisões sobre suas carreiras, sem ter que seguir ordens. Porém, é importante tomar cuidado para que o sonho não se transforme em pesadelo e coloque tudo a perder. Cuidar das finanças do negócio com cautela é o primeiro passo para alcançar o sucesso.
 

Profissionais Autônomos: Erros Financeiros Que Devem Ser Evitados

 
Ter conhecimento técnico sobre a área em que pretende atuar é muito importante, mas saber como administrar o dinheiro que irá receber é tão necessário quanto. Listei os principais erros que os autônomos cometem em relação às finanças. Leia com atenção e pense se já cometeu algum.
 

Não Dar a Importância Necessária Para as Finanças

 
As finanças são o coração de uma empresa e não adianta oferecer o melhor produto ou serviço, pois se não souber administrá-la dificilmente chegará a algum lugar. No Brasil, poucas empresas sobrevivem após o primeiro ano e uma das principais razões para isso é a falta de preocupação com a gestão financeira.
 
Se você não tem conhecimento na área, saiba que o SEBRAE oferece cursos gratuitos e online para que os pequenos empreendedores aprendam mais sobre esse aspecto tão importante do negócio. O primeiro passo para ter sucesso no trabalho autônomo é se dedicar a aprender sempre mais.
 

Misturar as Finanças do Negócio Com as Pessoais

 
Não é porque a empresa é sua que poderá utilizar o dinheiro do caixa para o que bem entender. A partir do momento em que uma pessoa decide que quer ser autônoma, é necessário que ela entenda que deverá manter o mínimo de organização em relação ao dinheiro. Não dá para manter a saúde financeira de um negócio se o dono faz retiradas sempre que precisa de dinheiro para uso pessoal.
 
A organização deve começar na conta bancária, pois é fundamental que seja aberta uma segunda conta, em que serão depositados todos os valores referentes à empresa. Dessa forma, apenas o pró-labore mensal, que é o “salário” do autônomo, será transferido da conta da empresa para a de uso pessoal. Esse cuidado vai evitar um descontrole financeiro na empresa que pode colocar tudo a perder.
 

Não Fazer Fluxo de Caixa

 
O fluxo de caixa é uma ferramenta utilizada para registrar todas as entradas e saídas de dinheiro da empresa. É uma forma de manter tudo organizado para saber os valores que irão entrar e os que deverão ser pagos. Não ter esse registro faz com que o autônom o tome decisões “no escuro”, sem conhecer a real situação do negócio.

A prática de registrar todas as movimentações financeiras deve ser adotada, inclusive, nas finanças pessoais. Por meio dela é possível identificar quais são os maiores gastos e analisar se são realmente necessários ou podem ser cortados ou reduzidos. Poder visualizar os valores faz toda a diferença, seja em uma empresa ou na vida pessoal.
 

Pagar Contas em Atraso

 
Os autônomos que não fazem o fluxo de caixa acabam se descontrolando e deixam de pagar as suas contas em dia. Além de gerar juros e multas, essa prática faz com que o nome do empreendedor fique sujo na praça, fazendo com que fornecedores sejam mais rígidos ao definir as condições de pagamento.
 
Pagar as contas em dia é fundamental para manter o bom nome no mercado e, com isso, conseguir melhores oportunidades com fornecedores. Sem contar no fato de que isso evita o descontrole das finanças e ajuda a manter o negócio no caminho certo, rumo ao sucesso.
 

Não Cobrar os Clientes Inadimplentes

 
Como autônomo, é provável que venda produtos ou preste serviços para pessoas conhecidas e, até mesmo, familiares. Porém, o que pode ser uma ótima relação profissional pode se transformar em um problema quando o cliente em questão deixa de pagar pelo que comprou. Independente da sua proximidade com a pessoa que está inadimplente, nunca deixe de cobrar.
 
Lembre-se que você dedicou seu tempo e dinheiro para cumprir com a sua parte, então nada mais justo do que receber o que foi combinado. Entretanto, tudo deve ser feito da forma mais respeitosa e amigável possível. Entre em contato com a pessoa de forma educada e procure saber o que aconteceu. Tente entrar em um acordo, talvez parcelar a dívida, afinal é melhor receber em prestações do que ficar no prejuízo.
 

Comprar Materiais Sem Pesquisar Preços

 
A flutuação de preços no mercado em geral é muito grande, por isso é tão importante pesquisar antes de comprar um produto ou contratar um serviço. No caso de um profissional autônomo, a pesquisa se torna ainda mais necessária, já que é bem provável que a compra de produtos ou serviços se repita todos os meses. Deixar de pesquisar mais de uma opção pode fazer com que sejam gastos valores altíssimos e que poderiam ser economizados.
 
O ideal é sempre listar o máximo de fornecedores possíveis para, então, cotar os preços do material que precisa comprar. Com o tempo, você passará a conhecer melhor o mercado e saberá identificar mais facilmente quais são as empresas que oferecem os melhores preços. Além de pesquisar, não deixe de pedir um desconto, principalmente se estiver comprando uma quantidade maior de itens.
 
Você já cometeu algum dos erros que citei? Compartilhe sua experiência comigo nos comentários.