Principais dificuldades para se investir em inovação nas pequenas empresas

Principais dificuldades para se investir em inovação nas pequenas empresas

A inovação é uma das vantagens competitivas mais importantes que uma empresa pode ter na atualidade. Inovar é oferecer algo completamente novo e que, de alguma forma, cause uma transformação na sociedade. Muito mais do que uma tendência, trata-se de uma necessidade para se manter em destaque no mercado. Entretanto, existem alguns obstáculos que precisam ser ultrapassados dentro das pequenas empresas para se conseguir inovar. Continue acompanhando o artigo e saiba quais são eles.
 

A Importância da Inovação nas Empresas

 
A inovação pode ser definida com a exploração de ideias que levam à criação de um novo produto ou serviço. Entretanto, não é apenas a criação de algo novo que é importante, mas sim o ato de levá-lo para o mercado, explorando-o de uma forma que gere novos produtos que agreguem valor ou melhorem a qualidade de algo que já existe. Inovar também significa explorar novas tecnologias e empregá-las de maneiras diferentes, promovendo mudanças significativas na sociedade.
 
Podemos citar como exemplo de inovação tecnológica a Uber, que mudou a forma como muitas pessoas se locomovem nas grandes cidades. O aplicativo criado pela empresa permite que o cidadão comum tenha acesso a um serviço parecido com o oferecido por taxis, mas com um toque de motorista particular. Além disso, trouxe oportunidades de trabalho para quem deseja oferecer serviços de motorista e transportar pessoas. Certamente uma inovação que trouxe uma transformação significativa para a sociedade.
 

As Pequenas Empresas e os Obstáculos Para a Implantação da Inovação

 
Muitos pequenos empresários já perceberam a importância que a inovação tem nos dias de hoje. Entretanto, encontram algumas dificuldades para implementá-la em seu negócio. Confira, a seguir, quais são os obstáculos mais comuns.
 

1 – A Cultura Organizacional Não Contempla a Inovação

 
A cultura de uma empresa determina os passos que ela irá seguir em diversos aspectos, inclusive em relação à inovação. Uma organização pode ter uma mentalidade mais moderna ou mais tradicional e as que seguem o segundo modelo costumam ter maior dificuldade para inovar. Um ambiente burocrático dificulta que ideias inovadoras sejam criadas.
 
Mesmo que os colaboradores se empenhem em pensar fora da caixa, não conseguem apoio dentro da estrutura da empresa para tirar as ideias do papel. Então, é necessário que seja realizada uma mudança na cultura do negócio, para que a inovação seja abraçada por todos, de gestores a funcionários.
 

2 – Dificuldades Para Tirar as Ideias do Papel

 
Mais do que oferecer um ambiente aberto à colaboração dos funcionários, é importante que haja esforço para tirar as ideias do papel. Deve haver um interesse genuíno da gestão em investir continuamente em inovação, para que os projetos não sejam abandonados e todo o esforço inicial seja desperdiçado.
 
Inovar é desafiador, principalmente em uma empresa que não costumava agir de forma diferente do tradicional. Uma forma interessante de quebrar essa barreira é designar uma equipe ou mesmo um colaborador que fique responsável por cuidar dos projetos de inovação, incluindo todas as etapas, da criação da ideia à prática. É importante que sejam pessoas engajadas e realmente dispostas a trabalhar em busca do novo.
 

3 – Limitação de Recursos

 
Para inovar é preciso acreditar e investir que as ideias realmente podem dar certo, e esse é um dos principais fatores que levam os donos de pequenas empresas a desistirem desse tipo de projeto. Sem os recursos necessários é praticamente impossível seguir adiante com novas soluções.
 
Os pequenos empresários muitas vezes alegam que possuem um número limitado de funcionários e que todos já estão ocupados com suas tarefas diárias. Além disso, há, também, um grande equívoco de que inovar é algo caro. Claro que os custos irão variar de acordo com o tipo de projeto, no entanto, existem várias maneiras de otimizar esses gastos e adequá-los à realidade financeira do negócio.
 

4 – Medo de Assumir Riscos

 
Por mais planejamento e pesquisa que sejam realizados antes de tirar uma ideia do papel, é preciso ter a consciência de que, para inovar, é preciso assumir riscos. Diferente de outros tipos de investimentos, em que é possível calcular o ROI, que é a taxa de retorno sobre o que foi investido, quando se trata de inovação fica mais difícil realizar esse tipo de cálculo. Então, o receio de assumir riscos faz com que muitos pequenos empresários abandonem novos projetos e deixem de inovar.
 

5 – Falta de Tempo

 
Muitas organizações têm uma cultura de que os funcionários devem produzir sempre mais e em menos tempo, o que dificulta que sobre um espaço na rotina para a criação e implementação de projetos inovadores. Com isso, as tarefas do dia a dia acabam impedindo que a inovação se torne uma realidade dentro da empresa.
 
A verdade é que não existirá o momento certo em que irá sobrar tempo para investir em inovação. Se isso não for tratado como uma prioridade, dificilmente se tornará uma realidade dentro do negócio. Por isso, é tão importante designar colaboradores para trabalhar especificamente em novos projetos, pois, dessa forma, o tempo deles será dedicado exclusivamente a essa função.
 
A sua empresa se dedica à criação de projetos inovadores? Conte-me sobre sua experiência nos comentários abaixo!