Procrastinação - Grande inimiga da produtividade

Procrastinação - Grande inimiga da produtividade

Um dos fatores que mais têm feito a diferença nas empresas hoje em dia, independentemente de seu porte ou segmento, é a produtividade de seus colaboradores. É através dela que a organização consegue seguir em frente de forma mais acelerada e assertiva, entregando o que os clientes desejam, utilizando uma quantidade menor de recursos para isso, e, consequentemente, alcançando os resultados planejados para o seu próprio crescimento no mundo dos negócios.
 
Ao meu ver, este é um dos principais objetivos a serem alcançados e um dos grandes desafios que as organizações têm de superar em seu cotidiano, pois são muitos os fatores inimigos da produtividade nas empresas. O principal deles é a procrastinação, que tem o poder de minar o desenvolvimento de um bom trabalho, por parte de qualquer tipo de colaborador, fazendo assim, com que os resultados organizacionais sejam imensamente prejudicados, uma vez que os profissionais não conseguem se organizar da melhor maneira possível, para não ceder à tentação de procrastinar.
 
Para entender melhor de que forma a procrastinação, não só dos colaboradores, mas também de empresários e empreendedores, pode comprometer a produtividade no trabalho, vou compartilhar alguns fatos sobre este assunto, a seguir.
 

Procrastinar, o que significa?

 
Sabe quando você tem muita, mas muita coisa para fazer, no trabalho ou em casa, mas mesmo assim fica enrolando, assistindo vídeos na internet, perdendo tempo com os mais variados assuntos nas redes sociais, vendo a sua série preferida no Netflix, e assim por diante? Isso é procrastinar, ou seja, deixar para depois as questões mais importantes de seu dia a dia, para se dedicar à coisas que não vão lhe agregar em praticamente nada.
 
Geralmente isso acontece, quando existe uma falta de interesse em realizar determinadas atividades, ocasionando assim o adiamento ao máximo de sua execução e o prejuízo nos processos empresariais como um todo. Existem muitos profissionais, empresários e empreendedores que cultivam este hábito diariamente, ou seja, precisam e têm muitas tarefas a serem executadas, porém vão deixando-as para depois e quando se dão conta, o tempo já passou e não conseguirem sequer começar a trabalhar de fato.
 
Comportamentos como este vão totalmente de encontro ao que se espera de indivíduos produtivos, uma que a produtividade é uma das características que mais têm feito a diferença, não só para a empresa, mas também para os clientes e para os próprios colaboradores, que precisam se desenvolver continuamente, porém não conseguem pois não deixam de procrastinar.
 

De que forma compromete?

 
Quando você ou seus colaboradores deixam para depois ou até mesmo para outro dia o que espera-se que eles façam de imediato, a produtividade na empresa como um todo é comprometida. Acontece que uma organização funciona como uma espécie de engrenagem, em que é preciso que todas as partes envolvidas funcionem e trabalhem em perfeita harmonia, para que se alcance o objetivo final.
 
Neste sentido, no momento em que ocorre o atraso na entrega das demandas, toda uma cadeia sofre com isso, já que o trabalho deve passar por uma série de pessoas para que seja finalizado e entregue ao cliente no mercado, independente se a empresa atue com produtos ou serviços. Assim, esta demora impacta diretamente na satisfação dos consumidores, que deixam a organização para procurar outras que atendam suas expectativas e necessidades de maneira mais rápida e assertiva.
 
Com isso, os resultados organizacionais, sejam eles semanais, mensais ou anuais, tendem a sofrer um impacto altamente negativo, inclusive financeiro, pois deixa-se de faturar, de gerar lucro, podendo a empresa ser obrigada até a fechar as portas, em decorrência de um “simples” ato de passar o dia inteiro procrastinando.
 
Pode parecer exagero, porém, se você analisar a situação com um pouco mais de frieza, vai concluir que os prejuízos de procrastinar podem ser imensos no mercado altamente competitivo e desafiante com o qual temos de lidar hoje, onde os clientes estão cada vez mais exigentes e os concorrentes cada vez mais preparados. Sendo assim, não há espaço para respirar e deixar ser dominado por uma questão que pode ser considerada pequena no dia a dia, mas no final das contas pode virar uma grande bola de neve.
 
Agora que você sabe o que significa procrastinação, o seu maior dever enquanto empresário e empreendedor é evitá-la ao máximo, sendo exemplo de produtividade para as pessoas que estão ao seu redor, principalmente seus colaboradores. A partir de agora, passe a organizar melhor o seu dia, elencando todas as atividades que precisa entregar, quanto tempo é necessário para executá-las, e, assim, você já vai se sentir mais produtivo, gerando bons resultados para a sua empresa de uma forma geral.
 
Gostou deste tema? Então continue acompanhando meus conteúdos aqui e em minhas redes sociais, sem esquecer dos meus vídeos no Youtube, e compartilhe este artigo com seus amigos, para que vocês possam trocar experiências sobre este assunto.