Saiba como identificar a viabilidade econômica de um projeto.

Saiba como identificar a viabilidade econômica de um projeto.

Você e sua equipe acabaram de ter uma ideia criativa e inovadora, que todos acreditam que vai movimentar o mercado em que a sua empresa atua, trazendo novidades e atendendo as necessidades dos clientes de forma assertiva. Maravilha! Ponto extra para vocês, pois é a partir disso que se ganha destaque e se torna ainda mais competitivo diante dos concorrentes que disputam com você este mesmo mercado.
 
Agora é arregaçar as mangas e colocar a mão na massa, certo? Errado! Antes é necessário saber, de forma precisa, se realmente este novo projeto vai, de fato, trazer os resultados que todos estão esperando, para que assim seja possível convocar os colaboradores e colocar toda a sua energia e a deles, para fazer tudo dar certo no final.
 
É com esta finalidade que hoje eu vou mostrar de que forma fazer uma análise detalhada de um projeto, para saber se ele realmente é viável, ou seja, se vai trazer bons resultados a todos ou somente prejuízos no futuro. Acompanhe-me e confira:
 

Viabilidade econômica de um projeto

 
Como eu disse antes, o projeto tem tudo para ser inovador, ou seja, na sua cabeça, não tem como ele não ser bem aceito por seus stakeholders, certo? Porém, antes de começar a executá-lo é preciso saber se ele é realmente viável economicamente. Assim, a viabilidade econômica de um projeto tem como objetivo fazer uma análise dos benefícios, bem como dos possíveis prejuízos que podem ocorrer, caso a ideia seja levada adiante.
 
Dessa maneira, é fundamental, antes de seguir em frente, compreender se o projeto tem possibilidade de ser executado, se a ideia precisa de ajustes, se ela é rentável, ou seja, se trará um retorno financeiro satisfatório aos negócios, qual o seu custo-benefício, se é inviável de ser executada, entre outros pontos importantes. Com estas informações em mãos, você terá uma noção se realmente terá bons frutos ou se serão apenas prejuízos que você e sua equipe vão ter no decorrer do processo.
 

Como elaborar este estudo?

 
O estudo de viabilidade econômica de um projeto vai lhe fornecer uma noção detalhada, com os pontos positivos e negativos deste, fazendo com que você enxergue se realmente é possível seguir em frente, ou se ele será guardado na gaveta para que seja utilizado em um momento mais oportuno. Veja como você pode elaborá-lo, a seguir:
 

Quais fundos serão utilizados?

 
Primeiro é necessário definir de onde vai sair o dinheiro para investir neste novo projeto. Aqui você vai pensar se realmente existe uma receita que poderá ser realocada para tirar a ideia do papel e fazê-la ganhar o mundo, conforme você e sua equipe de trabalho planejam. Se após fazer estes cálculos você perceber que tem de onde tirar, nós podemos seguir para o próximo tópico.
 

Qual a receita e as despesas previstas?

 
O próximo cálculo que você deve fazer tem a ver com as despesas que você terá ao colocar o projeto em prática e qual retorno financeiro ele vai lhe trazer, caso você de fato decida tirá-lo do papel. A partir deste momento você começará a ter uma real noção se realmente a ideia tem potencial para seguir em frente, ou se com o passar do tempo, ela vai morrer na praia.
 
Lembre-se que esta análise deve levar em consideração um período que vai de três a cinco anos.
 

Retorno sobre o investimento

 
Você investiu um capital para fazer este projeto ganhar vida, correto? Agora, é necessário saber qual será o retorno que ele lhe trará a curto, médio e longo prazos. Além disso, será neste item que você vai entender melhor o quanto você deve obter em faturamento, para que as despesas com o projeto sejam devidamente pagas e assim, seja possível obter os lucros projetados.
 
Este tipo de estudo, ou seja, de viabilidade de um projeto, é de fundamental importância para todos os tipos de empresários e empreendedores. Digo isso, pois hoje, o nosso tempo é muito escasso, sendo assim, nós precisamos otimizá-lo da melhor maneira possível e investir, energia e dinheiro, apenas naquilo que nos trará o retorno que esperamos, caso contrário, seremos apenas colecionadores de frustrações, e não é isso que nós queremos, não é mesmo?
 
Então, se você tem uma ideia que parece ser promissora em sua cabeça, comece agora mesmo a estudar a sua viabilidade, e, se realmente for boa, pode colocar a mão na massa.
 
Este artigo contribuiu de alguma forma para os seus conhecimentos? Deixe o seu comentário, me dizendo o que você achou e continua acompanhando meus conteúdos, aqui, em minhas redes sociais e em meu canal no Youtube, pois toda semana eu trago novidades para você tornar a sua empresa ainda mais competitiva.