A importância das empresas Scale-Up no Brasil

A importância das empresas Scale-Up no Brasil

Se a pergunta do título substituísse empresas scale-up por startup, certamente muitas pessoas saberiam do que se  trata. Porém, mesmo não sendo uma expressão tão usada e um conceito difundido, a verdade é que as empresas encaixadas nessa categoria são as que mais crescem e têm mais chances de tirar o Brasil da crise financeira. Para quem está em busca de uma colocação profissional, essas empresas representam uma excelente oportunidade.
 

O Que São Empresas Scale-up?

 
É considerada como scale-up a empresa que apresenta crescimento de, no mínimo, 20% ao ano por três anos consecutivos. O crescimento em questão pode ser tanto de receita quanto de funcionários, contudo, alguns especialistas em gestão apontam que o aumento de receita se mostra mais significativo para que uma companhia seja categorizada nesse grupo.
 
Seguindo essa linha de raciocínio, seriam empresas scale-up aquelas que seguem um modelo de gestão escalável, isto é, que mantenham a sua tração no decorrer dos anos estável e ascendente. Embora seja comum que uma scale-up seja comandada por um empreendedor de impacto no mercado não é uma regra. Essas empresas são mais do que meramente lucrativas, exemplificam que é possível crescer com responsabilidade.
 

A Política de Retribuição

 
As empresas scale-up têm mais uma característica pertinente de mencionar, geralmente os seus líderes trabalham com o objetivo de retribuir, de alguma maneira, o que lhes foi dado como ajuda durante seu processo de crescimento.
 
Seja através do processo de mentoria, seja investindo em novos negócios ou, até, participando de conselhos, esses empreendedores buscam oferecer uma contrapartida para a sociedade. Porém, novamente devo dizer que nem toda scale-up atua dessa maneira no mercado, embora seja algo comum de ser apreciado.
 

O Papel das Scale-ups na Geração de Empregos

 
Algo impressionante sobre as empresas scale-ups no Brasil é que, em números totais, elas representem menos de 1% do total de companhias no mercado, porém, elas são responsáveis pela geração de quase metade dos postos de trabalho. Algo que se mostra compreensível quando verificamos que empresas fora desse grupo escalável contratam, em média, 0,34 pessoas anualmente e empresas scale-ups contratam cerca de 32 novos funcionários todos os anos.
 

Entenda Melhor o Conceito de Scale-up Através de Fatos

 
Para quem se impressionou com os dados que citei acima e se interessou em conhecer melhor o perfil de uma scale-up, listei alguns fatos relevantes.
 

Empresas de pequeno e médio porte

 
Algumas pessoas podem ter ficado confusas com os dados que citei e podem acreditar que as scale-ups são grandes empresas, porém, não é bem assim. Essas organizações se caracterizam por estar em fase de crescimento, isto é, estão deixando de ser pequenos e médios negócios para se tornar grandes corporações.
 
Por isso que aproximadamente 92% das scale-ups brasileiras são pequenas e médias companhias. Os 8% restantes são empresas de maior porte que apresentam mais de 250 funcionários, mas que não são, necessariamente, as maiores dentre as maiores. Toda empresa começa de algum ponto, até as maiores organizações já foram pequenas.
 

O Brasil todo é território de scale-up

 
Se você acredita que uma empresa só faz sucesso no mercado se estiver situada numa grande cidade, como São Paulo, por exemplo, saiba que está enganado. Uma pesquisa a respeito de onde estão situadas as principais scale-ups do país detectou que existem unidades em todo o território nacional, sendo assim estar num grande centro urbano não é o diferencial para se tornar bem sucedido.
 

O crescimento não acontece do dia para noite

 
Todos os dias nos deparamos com histórias de startups que, em poucos meses ou anos, se tornaram bastante lucrativas. Saiba que a trajetória de scale-up é diferente, sendo que  as empresas de maior destaque da categoria podem levar uma média de 14 anos para chegar ao topo. Sendo assim, é essencial estar preparado para trabalhar muito construindo uma história. Boa parte das empresas que estão nessa categoria tem presença de mercado de pelo menos 5 anos.
 

Scale-up não é sinônimo de empresa de tecnologia

 
Embora o setor de tecnologia focado em meios digitais represente um grande filão da economia, não quer dizer que a maioria das scale-ups esteja nele. Essas empresas estão divididas em diferentes setores, como construção civil, varejo, serviços administrativos, entre outros. Claro que existe um número significativo de empresas scale-up no setor de tecnologia, mas não é o único segmento que impulsiona a categoria.
 

Patente não é diferencial

 
Outro ponto que surpreende quem está conhecendo o perfil das empresas scale-up é o de que boa parte das companhias dessa categoria não tem patente. Na verdade, somente as grandes empresas do mercado costumam investir nessa proteção. Mesmo não trabalhando com patentes, essas empresas conseguem se manter em pleno crescimento.
 
As empresas scale-up apresentam crescimento de, pelo menos, 20% anualmente por três anos consecutivos, além de ter um perfil diferenciado no que diz respeito à retribuição de toda a base que receberam para a sociedade.