Comprar com CNPJ? O que é permitido?

Comprar com CNPJ? O que é permitido?

Empresários podem ter uma série de dúvidas a respeito de comprar com CNPJ, especialmente no que diz respeito a não prejudicar a sua empresa a fim de manter um comportamento responsável. Quando se trata de preservar o nome e a imagem da companhia, é essencial ficar atento e preparado para mudar de estratégia. Lembre-se que o CNPJ é de extrema relevância para a manutenção do seu negócio no mercado.

Saiba mais sobre compras com CNPJ para pequenas e médias empresas! Inscreva-se no meu canal. Inscreva-se agora!

Comprar Com CNPJ – Saiba o Que Pode e o Que Não Pode

A seguir vou explicar melhor quais são as melhores estratégias para realizar compras utilizando o CNPJ da sua empresa. Saiba que em muitos segmentos é possível obter excelentes vantagens.

Compra no atacado

A principal vantagem de comprar com CNPJ é ter acesso a preços e condições de atacado. Basicamente, trata-se de comprar produtos para revenda com preços mais baixos do que aqueles oferecidos no varejo (para o consumidor final). Organizações fornecedoras de produtos para revenda solicitam o CNPJ para validar uma compra com preço de atacado. Lembrando que quem não tem a empresa formalizada, não pode realizar compras no atacado.

Melhores condições de pagamento

Negociar com fornecedores é de extrema relevância para conseguir preços mais competitivos para formar o estoque ou adquirir insumos. Comprar com CNPJ abre um amplo leque de possibilidades nesse sentido. Muitos fornecedores têm diferentes condições na modalidade de varejo e atacado. Dependendo da imagem da sua companhia no mercado, será mais fácil conseguir conquistar maiores descontos.

Descontos para compra de alguns bens

A compra de alguns bens, como automóveis, pode ficar mais fácil e com um valor mais acessível quando feita através de CNPJ. As montadoras têm adotado uma postura de oferecer descontos diretos para esse tipo de compra, o abatimento pode ser mais significativo na aquisição de mais de um carro. Para que esse negócio se concretize assertivamente, é necessário informar o número do CNPJ, assim como a inscrição estadual. Nesses casos também se está sujeito a aprovação da transação.

Nome limpo ajuda a pleitear empréstimos

Manter o CNPJ em atividade de compras e sem máculas (pagando as contas em dia) pode ajudar a solicitar empréstimos em bancos e financeiras que analisam esse histórico para saber se é ou não arriscado oferecer capital para o empresário que está batendo a sua porta. Dessa forma, a principal dica é preservar o bom nome da sua organização, lembre-se que também há registros de maus pagadores dentre os CNPJs.

Mantenha o pagamento das compras em dia

O bom nome da sua empresa é um dos bens mais preciosos que ela possui, sendo assim tenha cuidado ao começar a comprar com CNPJ. Como citei acima, existe registro de inadimplência e estar nele pode significar não conseguir negociar compras a prazo com fornecedores e nem conseguir empréstimos bancários. É tão fácil evitar complicações quanto entrar nelas, não se esqueça disso.

Evite fazer compras pessoais

Ao se deparar com preços muito mais vantajosos no atacado, é natural ficar tentado para realizar compras pessoais. Indico não se deixar levar por essa tentação, pois isso poderá abrir precedentes perigosos para a saúde financeira da sua organização. Separar as atividades de compras pessoais das profissionais é extremamente relevante para que não se crie um endividamento ou se afete o fluxo de caixa com o pagamento de dívidas que não são do negócio.

Tenha um planejamento para formação do estoque

Antes de dar início às compras para formar o estoque da sua organização, dedique algum tempo ao estudo financeiro e a identificação das reais necessidades. Um dos problemas mais sérios que pessoas jurídicas enfrentam é o descontrole que acaba gerando em estoque parado, prejuízo na certa. Comprar com CNPJ exige discernimento e estratégia focada em obter resultados num futuro próximo.

Não tenha CNPJ para compras pessoais

Algumas pessoas decidem fazer um CNPJ para poder ter acesso a preços de atacado e outras vantagens de compra como pessoa jurídica. O primeiro ponto a se destacar é a falta de ética de ter um registro de empresa que não tem finalidade empresarial, haja vista que foi feito com objetivo de compras somente.

Contudo, sob o ponto de vista prático também não vale a pena, pois será necessário pagar os custos dessa “empresa” para que o CNPJ se mantenha válido. Continue fazendo as suas compras como pessoa física e mantenha seu sono tranquilo.

Compre Com Responsabilidade Para Comprar Sempre

Esse deve ser o lema de quem vai começar a comprar com CNPJ, como destaquei ao longo desse artigo é de extrema relevância preservar o bom nome da sua companhia, não deixando dívidas atreladas a ela. É de sua responsabilidade zelar pela continuidade do negócio no mercado não realizando atividades indevidas.

Gostou do artigo? Então compartilhe com seus amigos e conhecidos que tenham dúvidas a respeito de como comprar com CNPJ!

As melhores estratégias para pequenas e médias empresas. Confira no meu canal. Inscreva-se agora!