As lições que aprendemos com Steve Jobs

As lições que aprendemos com Steve Jobs

O nome de Steve Jobs entrou para a história por seus feitos no setor de informática, tendo sido um dos fundadores da Apple Inc., contudo, não é só por seus talentos para direcionar o desenvolvimento de produtos da empresa que ele se notabilizou. Jobs, ao longo dos anos, se tornou sinônimo de liderança e motivação, sendo convidado para ministrar palestras em todo o mundo. Líderes e empreendedores que desejam crescer precisam ouvir os conselhos deixados por Steve Jobs falecido em 2011.
 

Confira 10 Lições de Steve Jobs Para Ser um Grande Líder e Empreendedor

 

1 – Manter o foco percebendo que tão relevante quanto saber o que fazer é saber o que NÃO fazer.

 
Uma das passagens mais relevantes da vida de Steve Jobs foi o seu retorno à Apple em 1997, quando a empresa estava à beira da falência, produzindo um sem fim de itens que não representavam nada para seus consumidores. Nesse momento, Jobs percebeu que era mais importante definir o que não deveria ser feito para somente então focar no que deveria efetivamente ser feito. Risque de sua lista de tarefas tudo que te desvia do foco central, essa é a melhor atitude em termos de liderança e motivação.
 

2 – Compreender que as principais invenções que nos cercam no dia a dia não foram resultantes de mentes geniais e sim de pessoas comuns.

 
Steve Jobs era conhecido por não acreditar em genialidade, para esse grande líder e inventor qualquer pessoa poderia se consagrar realizando algo grandioso. O que acontece é que a maior parte das pessoas ou não sabe que é capaz ou, simplesmente, não quer realizar nada. Muitas invenções que hoje são primordiais para a humanidade não foram fruto de mentes geniais com Q.I. surpreendente, apenas resultaram do trabalho de pessoas que observaram uma necessidade e encontraram uma solução para ela.
 

3 – Entender que criatividade é apenas uma associação de elementos. As pessoas mais criativas são aquelas que conseguem estabelecer relações entre coisas diferentes para ter uma solução para um problema.

 
Outra frase que nos permite contemplar que ser uma pessoa inovadora não significa, necessariamente, ser alguém genial. O mais importante é saber analisar quais são as ferramentas que se têm disponíveis e de que maneiras coordená-las para um melhor resultado.
 

4 – Todo mundo deve manter o desejo de aprender, tendo consciência que ainda não sabe o bastante.

 
Steve Jobs se tornou um fenômeno porque estava sempre aberto a aprender mais e conhecer coisas novas. Ele compreendia que no dia em que deixasse de se esforçar para se aperfeiçoar estaria estagnado e perdido. Mantenha o seu desejo se aprender sempre mais.
 

5 – Ter a perfeição como objetivo.

 
Qual é o principal diferencial dos produtos Apple? Você pode ter respondido a beleza ou a qualidade e, de certa forma, acertou, no entanto, o grande mérito da empresa é a busca incessante pela perfeição. O bom nunca foi bom o suficiente para Steve Jobs, a verdadeira liderança e motivação está em extrair de cada um o seu máximo.
 

6 – Certa vez Steve Jobs disse que não faria nenhuma diferença ser o homem mais rico do cemitério se ele achasse que não estava fazendo nada de incrível durante a sua vida.

 
Uma das últimas lições de liderança e motivação deixadas por Steve Jobs nos lembra que não devemos mensurar o sucesso de um empreendimento apenas por seu retorno financeiro, mas também por sua efetividade naquilo a que se propõe. Ao fazer o melhor que pode para entregar qualidade já se está no caminho para ser bem-sucedidos financeiramente.
 

7 – Quando precisou procurar emprego, Steve Jobs se definiu como uma pessoa com grande experiência, muita energia, um toque de visão e zero medo de recomeçar.

 
Esta descrição estava no currículo de Steve Jobs que, aos 30 anos, foi demitido de sua própria empresa, a Apple. Jobs, aos 12 anos de idade, já tinha conseguido um estágio de verão na HP, fundou a Apple e revolucionou o setor de computadores, mas ainda assim sentia que poderia recomeçar do zero quantas vezes fossem necessárias. Essa é uma das maiores lições de liderança e motivação que se pode dar.
 

8 – Para Steve Jobs, desde os 17 anos de idade, era essencial viver cada dia como este fosse o seu último

 
Pensando a esse respeito ele se perguntava ao acordar se o que tinha para fazer era realmente o que gostaria de realizar. Quando percebia que estava dizendo não muitas vezes seguidas, ele entendia que precisava mudar alguma coisa.
 
Muitas pessoas permanecem anos insistindo numa carreira profissional que não lhes traz felicidade e nem retorno, em termos de crescimento e ganhos. Todo mundo devia se fazer a pergunta de Steve Jobs e buscar direcionar sua carreira e vida para o sucesso, lembrando que ele é sinônimo de felicidade.
 

9 – Steve Jobs sempre soube que a pior coisa que poderia fazer a si mesmo é estipular a medida de outra pessoa, isto é, querer ser ou ter a vida de um terceiro

 
Quem vive perseguindo o sonho de ser como outra pessoa, por exemplo, que tem o desejo de ser o próximo Steve Jobs é essencial dizer que não faça isso. Os líderes bem-sucedidos são aqueles que descobrem a sua maneira de agir e, assim, se tornam exemplos para os demais, mas sem jamais desejar que eles o copiem.
 

10 – Ter apenas uma parte que seja de má qualidade num produto já o torna inferior, foi com essa crença que ele tornou a Apple um fenômeno em termos de qualidade.

 
Não importa o quanto um produto seja bonito, se ele tiver uma parte – por menor e mais escondida que seja – ruim, o consumidor, em algum momento, irá se dar conta disso. Fazer sempre o melhor é essencial para que o resultado seja completamente bom, não descuide nem mesmo do que não está diante dos olhos de todos.

Você gostou dessas dicas? Que tal começar a aplicá-las em seu dia a dia de líder e empreendedor?