Cadastro de Produtos - Veja as dicas

Cadastro de Produtos - Veja as dicas

Gestores de e-commerce que não se preocupam em realizar um cadastro de produtos eficiente em suas plataformas de venda estão perdendo um número significativo de clientes. O processo não pode se reduzir a copiar e colar informações do site do fabricante dos itens. Somente com uma correta descrição é possível responder as dúvidas que cercam a decisão de compra dos consumidores.

7 Dicas para realizar um cadastro de produtos eficaz no seu e-commerce

A sua companhia tem uma loja virtual através da qual comercializa produtos próprios ou de terceiros? Se sim saiba que faz toda a diferença a maneira como o item está cadastrado no site. A seguir listei X dicas de como realizar um cadastro mais eficaz para a conquista e retenção dos clientes.

1 – Utilize palavras-chave para otimização da loja virtual

O e-commerce também pode e deve usar a otimização SEO para que os mecanismos de busca do Google apresentem sua página como um dos primeiros resultados de pesquisa para usuários. O uso de palavras-chave permite que os produtos da sua loja virtual sejam encontrados em pesquisas relacionadas a eles ou ao problema que eles resolvem. O melhor ranqueamento do seu site permite aumentar o tráfego na página e com isso elevar as chances de conversão.

2 – Título informativo

Um dos quesitos mais relevantes quando o assunto é cadastro de produtos na página do e-commerce é o título do mesmo que deve ser plenamente informativo. Além de funcionar como um mecanismo SEO para melhor o ranqueamento da página nos buscadores também é uma forma de mostrar ao cliente se pode ou não atender às suas demandas.

Um site que trabalha com a venda de eletrodomésticos pode usar o título do produto para especificar o modelo do item, por exemplo. O título que tem caráter informativo também pode contribuir para as métricas da sua página diminuindo dessa forma as chances de rejeição.

3 – Divisão dos produtos em categorias

Além de oferecer uma descrição completa e assertiva dos produtos é fundamental que o seu e-commerce tenha uma categorização dos itens, ou seja, uma divisão dos produtos por categorias de interesse. Por exemplo, numa loja virtual de cosméticos é possível dividir os produtos em categorias de rosto, corpo, banho e maquiagem.

Dessa forma o consumidor consegue realizar uma navegação mais otimizada encontrando com mais facilidade o que deseja. No momento do cadastro dos produtos é necessário agrupá-los por semelhança criando um processo de busca mais intuitivo. Incluir uma barra de busca na parte superior do site também é indicado para facilitar a navegação.

4 – Elabore meta descrições únicas

O processo de copiar e colar a descrição dos produtos do site dos seus fornecedores deve ser totalmente abolido para que seu e-commerce tenha chances reais de se destacar no mercado. Metas descrições são aqueles textos descritivos encontrados pelos mecanismos de busca do Google de maneira que têm grande relevância no SEO apesar de não ter influência direta no ranqueamento. Observe que essa descrição é um dos principais atributos na hora de convencer o internauta a entrar na sua loja virtual e mais adiante fechar a compra.

5 – Descrição minuciosa do produto

Uma das principais reclamações dos consumidores brasileiros em relação a compras virtuais diz respeito a falta de uma descrição detalhada dos produtos. Como os itens não têm uma descrição minuciosa podem gerar compras com insatisfação e devolução ou mesmo a desistência da conversão.

A dica é focar em apresentar ao consumidor todos os detalhes do produto desde questões mais básicas como marca e proporções até elementos mais subjetivos como um odor, por exemplo. Considere que as pessoas que estão comprando online não têm a oportunidade de ver de perto e nem de segurar o produto em suas mãos, sendo assim nada como fazer com que o indivíduo visualize o item por meio da descrição.

6 – Mais imagens

O cadastro de produtos no e-commerce deve sempre considerar a impossibilidade do indivíduo que está pensando em comprar de tocar o item em questão. Adicionar fotos secundárias além da foto principal melhora a experiência de compra online porque permite que o potencial comprador observe o produto sob diferentes ângulos e até conheça características que não estão evidentes. Cada vez mais lojas virtuais que vendem livros adicionam imagens do interior dos produtos valorizando um projeto gráfico diferenciado, por exemplo.

7 – Mantenha o cadastro de produtos atualizado

De tempos em tempos é fundamental realizar um processo de atualização do cadastro de produtos disponíveis na página. As mercadorias podem passar por alterações como ter uma nova embalagem ou composição. Os consumidores devem ter acesso sempre a uma descrição correta do que estão considerando comprar, não deixe que erros e descuidos criem situações difíceis com o seu público.

Quais dessas dicas você já segue na realização de cadastro de produtos no e-commerce? Deixe seus comentários abaixo! 

Copyright:469072289 – https://www.shutterstock.com/pt/g/rawpixel