Tipos de demanda de mercado

Tipos de demanda de mercado

Para entender melhor o que o termo demanda significa, vamos a um exemplo: um produto tem um valor, que na verdade é a razão entre os benefícios que esse serviço tem para o consumidor e o custo que ele tem ao possuir ele. Esses benefícios da equação podem ser emocionais ou práticos e o custo pode envolver o tempo, energia e psicológico que esse produto dispende.
 
Então, a demanda de mercado é o quão procurado é esse serviço por um cliente e o quanto isso vale para ele. Pensando dessa forma, é possível olhar para o serviço prestado e para o cliente que o procura e entender qual o tipo de estratégia de venda que pode ser aplicada em cada uma das situações possíveis.
 

O que é demanda de mercado?

 
Uma demanda de mercado é a quantia que um grupo de consumidores quer adquirir de determinado produto ou serviço em um período específico. Por isso, ocorrem pesquisas que ajudam a prever essa fatia de mercado que vai estar mais movimentada por um tempo, sem falar do potencial que essa demanda pode ter ao gerar mais e mais vendas dentro daquele ambiente.
 

Tipos de demanda

 
A área de marketing é um dos setores que mais trabalha com as diferentes demandas existentes, já que ela ajuda a criar estratégias de comunicação e vendas específicas através de táticas de conversão focadas em cada tipo de público.
 

Quando se tem uma demanda inexistente

 
Isso acontece quando não existe, de fato, uma demanda de certo produto. Os potenciais consumidores ainda não conhecem o serviço, por isso, não o compram e nessa hora, o marketing tem que trabalhar com a divulgação dele para chamar a atenção do mercado.
 

E se a demanda for negativa?

 
Muito se remete a serviços de saúde, a assuntos delicados ou empresas que vendem algo que não tem uma boa imagem no mercado (serviços póstumos, por exemplo). Por isso, o marketing tem que encontrar formas de mostrar os benefícios e diferenciais do serviço incentivando a compra através de estímulos.
 

Agora, a demanda está em declínio, o que fazer?

 
Isso pode acontecer quando uma empresa presencia uma grande diminuição da demanda de seu produto por motivos de concorrência ou falta de inovação. Então, o marketing tem que reconquistar esses clientes com novas promoções ou uma comunicação mais efetiva.
 

A demanda é latente, e agora?

 
Essa é uma demanda que se resume a sempre existir e nunca ter sido sanada, pois não dependem de um produto específico. São quesitos como mais segurança, chover num dia e ter sol no outro, por exemplo. A ideia é mostrar que seu produto não resolve o problema de forma total, mas facilita a vida do cliente naquele aspecto específico ou naquele momento. Como, por exemplo, uma revendedora de vidros blindados que traz mais segurança para o carro, mas não garante que nada vá acontecer com o resto da lataria.
 

A demanda é plena!

 
Quando uma empresa atinge seu patamar de clientes que estão satisfeitos com seus serviços, que são regulares e que tem qualidade no serviço. Então, o objetivo é de manter o que se tem e tentar crescer pra conseguir mais.
 

Demanda irregular, o que fazer?

 
Essas são as demandas que são variáveis e sazonais, ou seja, aparecem em tempos específicos do ano ou em momentos exatos do dia, como por exemplo, natal que vende mais luzinhas de árvore ou panetone ou ir numa padaria às 7 da manhã, quando o pão quentinho sai. Para sobreviver fora dessas épocas, as empresas precisam pensar em como utilizar os mesmos produtos ou serviços em outros âmbitos.
 

Demanda excessiva também existe!

 
Nesse caso é quando a demanda é muito procurada como um show famoso ou uma final de campeonato de futebol, sempre haverá cliente demais consumir esse produto e ingressos de menos. Aqui o marketing age como um organizador e comunicador direto do serviço, por isso é muito importante que os canais de comunicação da empresa estejam prontos para dar conta da demanda sem deixar nenhum cliente sem assistência.
 

E a demanda dependente?

 
Nesse caso, algumas demandas são diretamente impactadas por outras, como no caso de matérias – primas vindas de fornecedores. Por isso, todo o esquema de divulgação desse serviço precisa avisar o cliente dos prazos e estipular tempos hábeis de produção do produto solicitado para evitar crises de marca. Um exemplo disso são compras de produtos importantes feitas por meio de empresas nacionais, que demoram mais para serem produzidas e entregues.
 
Depois de entender melhor como cada tipo de demanda de mercado pode ser trabalhada e como evitar conflitos entre clientes e empresas, fica mais fácil de pensar na estratégia de marketing possível para cada tipo de produto.
 
Isso também pode variar conforme o mercado e o que seu negócio vende, portanto uma empresa bem preparada e planejada consegue achar soluções e oportunidades em meio a crises econômicas que seu público pode vir a passar. Então, realizar constantes pesquisas de mercado e manter seus bancos de dados atualizados ajuda na hora de recomeçar seu novo planejamento para um novo período e reorganizar seu negócio.
 
Por fim, ressalto que estas estratégias também são parte dos segredos do sucesso de grandes organizações que já conquistaram sucesso em suas vendas durante todo o ano. Quer o mesmo? Fique atento e procure entender qual é a demanda de mercado que sua empresa deseja atender!