Veja a importância de ter um sistema de controle de estoque

Veja a importância de ter um sistema de controle de estoque

A gestão assertiva de uma empresa demanda um bom sistema de controle de estoque, pois esse é um ponto fundamental para o gerenciamento do capital de giro, o valor disponível para que a companhia continue atuante no mercado. Se você acredita que controle de estoque se restringe a simplesmente anotar as entradas e saídas saiba que vai muito além e pode ser um fator determinante para o sucesso da organização.

Qual a importância de ter um sistema de controle de estoque?

Como mencionei acima o controle de estoque vai muito além de simplesmente registrar as entradas e saídas de mercadorias. Esse controle é crucial para que o gestor saiba com assertividade o que possui em termos de capital para usar numa situação de eventual emergência e para que possa se manter no mercado a médio e longo prazo. Esse é um dos ativos mais relevantes para uma organização haja vista que pode ser liquidado a qualquer momento trazendo mais recursos para investir nos projetos da empresa.

5 motivos para adotar um sistema de controle de estoque

A seguir listei os principais motivos para que companhias de diferentes segmentos adotem o uso de um sistema que permita melhor controle do seu estoque.

1 – Possibilidade de otimizar os recursos

Uma das vantagens do controle de estoque é permitir que os recursos sejam otimizados, basicamente evita que mercadorias e insumos sejam armazenados em quantidades excedentes. Com isso é possível criar uma vantagem competitiva para o seu negócio uma vez que se tem mais capital disponível para utilizar com assertividade.

Manter um estoque muito grande faz com que sejam necessários investimentos demasiados para a sua manutenção e talvez nem seja possível escoar todos esses produtos de maneira lucrativa para a organização. A ideia é simples, livrar-se daquilo que não é relevante e dar mais espaço para o que é importante.

2 – Redução de prejuízos

Quando não existe controle e acompanhamento direto de atividades complexas como a formação de estoque é natural que haja uma série de prejuízos e desperdícios que poderiam ser evitados com um pouco de organização. Adotar uma metodologia de controle permite reduzir as brechas para furtos, quebras e demais focos de geração de prejuízos.

3 – Gestão financeira

O estoque é definido muitas vezes como mero reduto de acúmulo de mercadorias, porém, é bem mais do que isso. A empresa precisa encará-lo como sendo dinheiro aplicado e integrante da gestão financeira. Com o sistema de controle de estoque é possível ter respostas claras para questões a respeito de valores do que se tem armazenado.

4 – Prevenção de falhas

Dentre as principais falhas que organizações de diferentes segmentos podem cometer no mercado certamente estão à falta de matéria prima e não conseguir atender as demandas dos consumidores. Essas duas falhas podem ser prevenidas com um sistema de gestão de estoque que acompanhe de perto o caminhar da compra de insumos e da produção de acordo com o surgimento de demandas. Não se deve encarar as falhas como algo normal, elas podem ser evitadas e com isso grandes prejuízos evitados.

5 – Aumento do profissionalismo

Independente do tamanho do seu negócio é importante investir no controle do estoque, pois isso permitirá ter mais profissionalismo em sua atuação no mercado. Os consumidores procuram por companhias que passam uma imagem de maior comprometimento com o que estão oferecendo para o mercado. A forma como os produtos são entregues aos consumidores é tão importante quanto entregar.

Como ter um sistema de controle de estoque eficiente?

Abaixo listei algumas dicas de como adotar um bom sistema de controle do estoque.

1 – Rotina para a sua organização

O controle do estoque deve ser feito de maneira organizada e padronizada para que não haja brechas para eventuais esquecimentos e registros com erros. O ideal é realizar esse controle diariamente, mas se isso não for possível adote um sistema pelo menos semanal. Com essa atitude você poderá identificar com mais rapidez a falta ou excedente de um determinado insumo do estoque.

2 – Registro completo dos produtos

 O controle ideal de estoque não se resume a somente saber as quantidades de produtos que se tem armazenados, mas sim os detalhes sobre eles. Devem aparecer listadas as características dos produtos nas fichas de controle para identificar com mais assertividade qual o capital que se possui.

3 – Defina estoque mínimo e máximo

Excesso ou falta de produtos podem representar problemas para a sua organização sendo assim o ideal é definir um estoque mínimo e máximo. Com uma análise de mercado procure saber como evitar que seus produtos fiquem estagnados ou em falta no mercado. Com esses limites adotados ficará mais simples manter uma verificação do estoque mais pertinente.

Adotar um sistema de controle de estoque é essencial para que a sua companhia evite prejuízos e dificuldades para atender as necessidades dos seus consumidores!

 Copyright: 272985770 – https://www.shutterstock.com/pt/g/vihrogone