Qual o ciclo de vida de um produto?

Qual o ciclo de vida de um produto?

O conceito de ciclo de vida atribuído a diferentes produtos se caracteriza como uma sequência de etapas que definem por quanto tempo um item permanecerá no mercado. A inspiração desse conceito está no universo da biologia e passa pelas seguintes fases: introdução, crescimento, maturidade e declínio. Entenda melhor como funciona esse conceito que faz com que os produtos já nasçam com data para saírem do mercado.
 

O Que é Ciclo de Vida?

 
O modelo de vendas que recebe o nome de Ciclo de Vida do Produto (CVP) se destaca por apresentar as diferentes fases pelas quais o produto em questão passa. Trata-se de um conceito bastante utilizado no mercado para definir as decisões que serão tomadas em relação ao futuro do produto. Define-se a necessidade de investir ou não em propaganda, se é necessário ou não reduzir o preço do mesmo e quando chega o momento de retirá-lo do mercado.
 

As Etapas do Ciclo de Vida de um Produto

 
Como citei no início, o conceito de ciclo de vida de um produto tem como base o ciclo de vida biológico. Entende-se que o produto é como um ser vivo que nasce, cresce, se desenvolve e, então, em algum momento, morre. Contudo, as etapas desse modelo não possuem tempo determinado para terminar, cada produto tem um comportamento diferente no mercado.
 
A partir do conhecimento de cada etapa do ciclo de vida é possível compreender em que etapa está o seu produto e, assim, fazer um planejamento mais assertivo de como posicioná-lo ou, então, de como planejar a sua descontinuação. Todo e qualquer produto, por melhor que seja, atinge o seu momento de decadência.
 

Conheça as Etapas do Ciclo de Vida de um Produto

 

Etapa 1 – Introdução

 
Nesta etapa o produto está entrando no mercado, vai do lançamento até o aumento significativo das vendas. É o momento em que ele tem pouca ou nenhuma concorrência. Trata-se de uma fase em que se deve investir na validação do produto no seu mercado, ou seja, em encontrar as melhores maneiras de produzi-lo, distribuí-lo para atender a demanda e ser reconhecido como referência. O objetivo é fazer com que o item deixe de ter suas vendas restritas a pequenos grupos atingindo um público consumidor maior.
 

Etapa 2 – Crescimento

 
É a fase em que o produto tem aumento significativo de vendas e passa a contar com concorrência mais efetiva no mercado. O empreendedor deve focar nessa etapa em solidifica-lo como o líder do mercado, tornando o seu volume de vendas superior ao dos seus concorrentes. Essa conquista é essencial para que se chegue bem a etapa seguinte. O lucro nessa fase é muito superior ao lucro da fase anterior.
 

Etapa 3 – Maturidade

 
Nessa etapa o produto alcança o seu maior mercado e acontece, então, uma estabilização, tanto de vendas quanto de concorrentes. Normalmente, a fase da maturidade é que se mantém por mais tempo e a principal ação do empreendedor deve ser investir para se tornar diferente dos seus concorrentes. O aumento do lucro é o foco essencial dessa etapa e saiba que os concorrentes aproveitarão esse momento para dar início a uma verdadeira cruzada contra o seu produto.
 

Etapa 4 – Declínio

 
Saiba que todo produto chegará na sua fase de declínio, que é quando a quantidade de vendas será drasticamente reduzida. Os fatores que contribuem para essa queda são diversos, como mudança na moda, o lançamento de um item mais efetivo, surgimento de novos concorrentes, etc. Ao identificar a queda de vendas, o empresário deve pensar numa estratégia para escoar todo o estoque restante obtendo o máximo de lucro possível.
 

O Que Fazer Depois do Declínio?

 
A etapa do declínio é aquela que indica que o produto já cumpriu o seu ciclo de vida e que chegou o momento de descontinuá-lo. Ao retirar um item do mercado, é interessante que se tenha outra opção para colocar no lugar. A ação mais comum é lançar outro produto enquanto o anterior se encontra na fase de maturidade para que este consiga conquistar o mercado enquanto o outro está se aproximando da sua queda.
 
O ciclo de vida do produto nos ajuda a perceber que não existem surpresas nas quedas de vendas, elas são esperadas para quaisquer itens. Saber disso previamente faz toda a diferença para construir uma estratégia sólida e que permita se manter sempre um passo adiante. Tenha sempre um planejamento bem definido quando lançar um novo produto no mercado.
 
O conceito de ciclo de vida de um produto nos permite compreender como um item deve ser introduzido no mercado e construir a sua solidez para que gere bastante lucro durante a etapa de maturidade e nenhum prejuízo durante o declínio. Espero ter ajudado você a pensar em boas estratégias de mercado para obter melhores resultados no seu negócio.
 
Aproveite e compartilhe este artigo com seus amigos empresários!