Como sua empresa está administrando as despesas fixas?

Como sua empresa está administrando as despesas fixas?

A gestão financeira de um negócio é fundamental para mantê-lo em pleno funcionamento, alguns conceitos como o de despesas fixas e despesas variáveis devem ser observados com especial atenção. Uma das grandes dificuldades que empreendedores de primeira viagem enfrentam é a de ter controle das despesas essenciais para o funcionamento da companhia.

O Que São Despesas Fixas?


A nomenclatura do conceito já nos dá uma pista sobre a principal característica do mesmo, isto é, ser periódico. Despesas fixas são aquelas que se repetem todos os meses independente do volume de produção, mas, que podem sofrer variações conforme haja aumento ou queda de procura. Contudo, mesmo que os valores dessas despesas mudem de um mês para outro continuam lá.

Além disso, independente do faturamento da sua companhia essas despesas continuarão a existir. Alguns dos exemplos mais práticos desse tipo de despesa são as contas de água, luz e telefone; salários dos colaboradores; aluguel do espaço de funcionamento da organização entre outros. Partindo desse pressuposto é fundamental ter um planejamento financeiro em que estejam projetados esses valores de maneira que haja um plano de ação tanto para os meses em que os lucros sejam menores como para aqueles que sejam maiores.

E as Despesas Variáveis?


Para falar com assertividade sobre as despesas fixas é necessário também explicar as despesas variáveis. Consistem nos gastos que possuem relação direta com a companhia, vamos imaginar uma loja de roupas que paga comissões para seus vendedores, quanto mais os colaboradores venderem mais irão faturar em comissão e isso acarretará num montante mais significativo para os registros financeiros.

Também integram essa categoria de despesas a compra de matéria-prima para indústrias, pagamento de impostos sobre a prestação de serviços e investimento em marketing e publicidade. São despesas que não têm caráter contínuo, mas que são essenciais para o bom funcionamento da companhia.

Como Sua Empresa Está Administrando as Despesas Fixas e Variáveis?


Agora que já expliquei quais são as diferenças entre despesas fixas e variáveis vou te ajudar a refletir a respeito de como a sua organização vem trabalhando com elas. Lembre-se que uma gestão financeira assertiva é fundamental para conseguir manter o seu negócio saudável no mercado por mais tempo.

– Sua companhia tem um planejamento financeiro?


Todo e qualquer negócio precisa ter uma gestão financeira baseada em planejamento, estar com seus números devidamente registrados para que seja possível fazer uma análise de quais são as despesas que podem ser cortadas e quais podem ser suavizadas. Mesmo no que diz respeito as despesas fixas é possível fazer algumas concessões no sentido de reduzir o seu impacto nas receitas da organização.

Após essa análise criteriosa e ter definido como reduzir os impactos das despesas fixas é bom fazer um planejamento no sentido de sempre ter fundos para custear esse montante. A alcunha fixa deve ligar o sinal de alerta, pois se o seu negócio enfrentar dificuldade num mês para efetuar o pagamento poderá ver essa história se repetir a longo prazo criando então uma bola de neve. Não ter capital de giro suficiente para garantir a operacionalidade da sua empresa é algo muito grave que pode causar até mesmo a falência da mesma.

– Não perca o controle das despesas variáveis


A forma mais inteligente de garantir que as despesas fixas sejam sempre pagas em dia é cuidar para que o volume de despesas variáveis não aumente significativamente. Sempre é possível fazer cotações com novos fornecedores, encontrar meios de simplificar o processo de embalo dos produtos e assim por diante. Liste quais são as despesas variáveis mais impactantes do orçamento e pense em alternativas para reduzir esses custos.

– Entenda que controle financeiro é mais do que lucro


Muitos gestores tendem a confundir gestão financeira com a simples conferência de lucros. Embora seja bom saber que sua empresa está sendo lucrativa é necessário buscar ver, além disso, ou seja, se ela está sendo sustentável. Manter uma companhia no mercado a longo prazo demanda uma observação focada em detalhes como quanto se tem de capital de giro, projeções para os próximos anos, crescimento da concorrência entre outros. Tenha em mente a importância da saúde financeira para que seu negócio prospere.

Dedique Tempo e Atenção Para a Gestão Financeira


Nem todo empreendedor tem vocação ou gosto pela gestão financeira do seu negócio, porém, é essencial que adquira essa expertise ou pelo menos tenha o entendimento dos conceitos mais básicos para que possa acompanhar de perto o trabalho do contador encarregado.

Sendo você o proprietário da empresa deve ser o primeiro a saber fazer um diagnóstico a respeito das despesas fixas e variáveis, das receitas, do montante de lucros entre outros. Quem não tem conhecimento dessa área pode buscar capacitação por meio de cursos de qualificação, não deixe que o controle das finanças do seu negócio escape das suas mãos.

Gostou de saber mais sobre despesas fixas? Compartilhe esse artigo nas suas redes sociais!

 

Despesas fixas e variáveis de uma empresa e assuntos relacionados você confere no meu canal. Inscreva-se agora!