Tempo é Dinheiro - Não desperdice seu tempo!

Tempo é Dinheiro - Não desperdice seu tempo!

Todo mundo já ouviu em algum momento da vida a máxima “tempo é dinheiro”, de autoria de Benjamin Franklin, porém, será que você sabe exatamente como ela se aplica na rotina da sua empresa? Esse conceito nunca foi tão real quanto agora em que as decisões mais relevantes são tomadas em frações de segundos com a ajuda de recursos como a internet. Entender o que realmente significa mensurar o tempo com base no dinheiro é uma forma de descobrir um método de trabalho mais produtivo.

Tempo é Dinheiro – Como o Gerenciamento Pode Se Tornar um Diferencial

Se você perguntar para um grupo de pessoas qual é o recurso que elas mais valorizam saiba que grande parte delas dirá que é o tempo. Saber gerenciar com sabedoria o tempo significa realizar as suas atividades profissionais com mais qualidade, em mais quantidade e mantendo a satisfação de ter uma vida pessoal nas horas vagas. Levando esse contexto para o universo empresarial chegamos a dois pontos principais: colaboradores mais produtivos e redução de custos.

Falta de Administração do Tempo Gera Prejuízos

Muitas empresas nem imaginam, mas nesse instante estão perdendo uma quantidade relativamente alta de dinheiro pela falta de administração assertiva do tempo por parte dos seus colaboradores. Quantas tarefas podem ser realizadas com qualidade dentro de 8 horas? A resposta depende de cada indivíduo, pois cada pessoa tem seu próprio ritmo de trabalho, contudo, em muitos casos é possível realizar uma otimização da grade de atividades.

Não saber organizar as tarefas de acordo com níveis de prioridade e com foco em produtividade pode ser o grande motivo que faz com que a sua companhia não avance. Equipes que trabalham organizadas conseguem produzir mais em menos tempo reduzindo dessa forma os gastos operacionais. A cada 5 minutos ganhos a empresa fica mais próxima de ter mais tempo de produção.

Tenha Colaboradores Mais Satisfeitos

O grau de satisfação das pessoas que integram o quadro de funcionários da sua companhia é proporcional à dedicação e qualidade do trabalho dos mesmos. Nesse ponto encontramos uma das aplicações mais relevantes da máxima de que tempo é dinheiro, pois quando as pessoas realizam suas atividades empresariais com felicidade se tornam naturalmente mais produtivas. Maior produtividade significa mais ganhos para a companhia.

Desperdiçadores de Tempo

Tendo compreendido que a qualidade da forma como usamos nosso tempo é mais importante do que a quantidade dele é interessante observar quais são os principais fatores que atuam como empecilhos para a produtividade. Abaixo listei alguns dos chamados desperdiçadores de tempo que podem estar atrapalhando a produtividade na sua organização e que são fáceis de eliminar.

1 – Inexistência de planejamento

O planejamento das atividades diárias de trabalho é fundamental para que uma equipe obtenha melhores resultados. Quando se tem uma lista coerente de tarefas é mais difícil perder o foco por uma ligação ou pela chegada de um e-mail a caixa de mensagens. Colaboradores que não tem a definição do que precisam fazer tem mais facilidade em se perder no tempo e produzir pouco.

2 – Cair em distrações

As tentações que funcionam como principais desperdiçadores de tempo durante atividades empresariais são basicamente as distrações que podem aparecer na forma de um cafezinho com os colegas ou em conversas pessoais no WhatsApp. Quando há uma quebra da lógica de tarefas a serem concluídas devido a esse tipo de distração é mais difícil concluir seus afazeres e com isso se leva muito mais tempo para terminar algo simples.

3 – Procrastinação

O mal do século no âmbito empresarial, pois está cada vez mais fácil para os colaboradores postergarem as tarefas menos agradáveis. O desenvolvimento de mecanismos que reduzam as chances de procrastinação é importante, mas com foco em oferecer benefícios. Por exemplo, quem entrega todas as tarefas dentro dos prazos pode ganhar como benefício uma hora a menos de trabalho numa sexta-feira do mês. Motivação é uma estratégia muito mais assertiva do que obrigatoriedade e fiscalização.

4 – Falta de atenção

Ter uma rotina de trabalho considerada chata ou sem graça pode ser o caminho para o início da desatenção, isto é, cometer pequenos erros que obrigam o indivíduo a refazer as suas tarefas a todo momento. O gestor que busca pelo desenvolvimento de mais qualidade no trabalho deve dar atenção para o fim das rotinas maçantes.

5 – Ambiente de trabalho desorganizado

Para que os seus colaboradores trabalhem com mais atenção é essencial que o ambiente de trabalho seja devidamente organizado. A desorganização tira o foco das tarefas e cria uma atmosfera de caos fazendo com que os funcionários não consigam se manter focados no que precisam realizar.

Faça o Tempo Render Mais Dinheiro

O gestor que combate os fatores desperdiçadores de tempo consegue chegar a um nível em que o tempo passa a ser usado com mais produtividade de maneira que rende mais dinheiro. Companhias que são administradas com esse foco tendem a ter uma margem de crescimento muito mais alta.

Você tem desenvolvido boas estratégias de uso do tempo e geração de dinheiro?