Como calcular o valor de minha hora de trabalho?

Como calcular o valor de minha hora de trabalho?

Conhecer o valor da hora de trabalho é imprescindível, tanto para quem trabalha como autônomo como para quem está empregado numa empresa. No primeiro caso, é essencial saber calcular as horas trabalhadas para fechar orçamentos e a ter certeza de estar recebendo o justo. Quem recebe salário por mês também deve ter o conhecimento do valor de cada hora de trabalho para que possa planejar com mais assertividade os seus gastos, certamente o dinheiro adquire um peso maior.
 

Conceito de Jornada de Trabalho

 
Para começar, é essencial entender o conceito de jornada de trabalho, que nada mais é do que o período de tempo em que o funcionário está à disposição do seu empregador, isso quando nos referimos a uma relação de trabalho formal. As empresas podem estabelecer regimes de 6 a 8 horas diárias ou até menos, tudo depende do combinado com o funcionário previamente.
 
Sendo assim, se tem um total máximo de 44 horas por semana. O período trabalhado que exceder esse máximo previamente estabelecido é entendido como hora-extra, da mesma forma que trabalhar durante finais de semana ou feriados. Até aqui já temos claro o que é jornada de trabalho e hora-extra.
 

Qual o Valor da Hora de Trabalho Formal?

 
O primeiro passo para calcular horas trabalhadas e valores é saber exatamente qual é sua carga de trabalho semanal, assim como o quanto você ganha. No mercado de trabalho formal considera-se o mês composto por 5 semanas.
 
Vou exemplificar usando números para que fique mais claro:
 
Luiz trabalha na empresa X 44 horas por semana, fazendo 8 horas por dia de segunda a sábado. Ao multiplicar as 44 horas por semana por 5 semanas, temos um total de 220 horas mensais.
 
O valor da remuneração mensal de Luiz é R$ 2.000,00, logo o valor da hora de trabalho dele é de R$ 9,09 (resultado da divisão do salário mensal pelo tanto de horas trabalhadas por mês, isto é, 2.000 / 220).
 

Qual o Valor da Hora Extra de Trabalho Formal?

 
Para fazer o cálculo do valor da hora de trabalho extra é necessário considerar que seu valor é 50% superior ao valor da hora de trabalho normal. Sendo assim, se no exemplo do Luiz, que citei acima, o valor da hora era de R$ 9,09, o valor da hora-extra passa para R$ 13,64. Tendo esse número, basta multiplicar pela quantidade de horas extras realizadas pelo funcionário.
 
É importante destacar que, no caso dessas horas extras serem realizadas em finais de semana ou feriados, o valor passa a ser 100% superior ao da hora de trabalho normal. Dessa forma, o valor da hora de trabalho dobra quando se trata de hora extra feita num desses dias potencialmente de folga.
 

Qual o Valor da Hora de Trabalho Noturna Formal?

 
O cálculo da hora de trabalho realizada durante a noite é diferente da hora de trabalho diurna. A primeira diferença está no fato de que a hora de trabalho noturna não tem 60 minutos e sim 52 minutos e 30 segundos. Em relação às horas-extras, o valor é de 50% a mais do valor estabelecido para a hora de trabalho noturna.
 
Para chegar ao valor da hora de trabalho, é necessário dividir o valor da remuneração pela quantidade de horas que foram realizadas somando esse resultado. No caso da hora-extra, se deve adicionar 50%.
 

Qual o Valor da Hora de Trabalho Para Autônomos?

 
Quando pensamos nos profissionais autônomos, sabemos que temos um desafio maior pela frente no que diz respeito à definição do valor da hora de trabalho. Ao contrário de um profissional contratado regularmente, o autônomo não possui salário fixo no final do mês e, por isso, cada hora que dedica ao seu trabalho tem grande impacto na sua receita.
 
Precificar a hora de trabalho nesse caso pode não ser tão simples, pois não se trata, necessariamente, de um produto tangível. O profissional independente deve fazer duas considerações importantes, sendo a primeira delas quais são seus custos por hora para realizar determinada tarefa de trabalho e a segunda é o qual o valor em dinheiro que precisa para se manter por mês.
 

Precificando a Sua Hora de Trabalho

 
Quem trabalha utilizando computador ou outro equipamento que demande o uso de energia elétrica deve considerar o custo que o mesmo gera durante a hora de trabalho. Além disso, deve adicionar a essa conta outros custos que possam estar envolvidos, como papel para impressão ou compra de insumos, sejam físicos (como tinta para a impressora) ou digitais (como fotos em bancos de imagem).
 
O profissional independente deve levar em consideração quanto precisa para pagar as suas contas fixas do mês e considerar quantas horas precisará trabalhar para que possa juntar esse montante. Por fim, é necessário considerar os custos de trabalho subtraídos do total para uso consigo mesmo a fim de chegar ao valor da sua hora de trabalho. Montar planilhas pode ajudar a manter suas finanças organizadas.
 
Que tal começar a fazer o cálculo da sua hora de trabalho agora mesmo? Aproveite e compartilhe este artigo em suas redes sociais para passar o conhecimento adiante!