Conheça as vantagens e desvantagens do escritório compartilhado

Conheça as vantagens e desvantagens do escritório compartilhado

O conceito de escritório compartilhado, que já é bastante difundido no exterior, vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil. Com o passar do tempo, os interessados em dividir despesas e estrutura descobrem que existem pontos positivos e negativos de realizar as suas atividades num mesmo espaço. Esses pontos devem ser conhecidos e racionalizados, no sentido de se compreender qual o seu impacto para a produtividade antes de assumir esse compromisso.

Tudo o que você precisa saber sobre empresas você confere no meu canal. Inscreva-se agora!

O Ambiente do Escritório Compartilhado

Também chamado de coworking, o escritório compartilhado consiste num ambiente de trabalho em que diferentes profissionais dividem despesas relativas à estrutura física e de serviços, dentre os quais estão internet, recepção de correspondências, motoboy, entre outros. De maneira geral, esses escritórios cobram uma taxa mensal para a manutenção do espaço de todos os interessados.

Para muitos indivíduos, especialmente os que atuam de maneira autônoma, significa a oportunidade de ter uma estrutura melhor e mais completa para realizar as suas atividades profissionais. Ter uma sala para realizar reuniões com clientes e um recepcionista são elementos que agregam valor ao trabalho.

Pontos Positivos do Escritório Compartilhado

Para quem ainda tem dúvidas a respeito de apostar num coworking para estabelecer as suas atividades profissionais, listei alguns dos pontos positivos.

Economia

Empresários sabem como é importante economizar o máximo possível para a manutenção da sua estrutura. Um espaço compartilhado oferece como principal vantagem a possibilidade de ter um local de trabalho organizado, bonito e com um custo bem mais interessante.

A aparência do seu escritório conta não só para eventuais visitas de clientes, mas, também, pelo estímulo para trabalhar com ainda mais dedicação. Comparativamente, o valor da taxa mensal de um coworking costuma ser bem mais barata do que o aluguel de uma sala comercial.

Networking

Os profissionais que dividem um escritório têm a chance de fazer contato com indivíduos da mesma área ou de áreas complementares. Existem inúmeros casos de empresas que iniciaram projetos em conjunto dentro do ambiente compartilhado. Mesmo quando esse relacionamento diário não culmine num projeto, é possível ter ganhos, seja pelo aprendizado ou pela indicação que acaba acontecendo entre os profissionais. Nesses ambientes é fácil nascer um sentimento de que todos estão no mesmo barco, aumentando as possibilidades de ajuda mútua.

Distância das distrações do home office

Vivemos um momento em que muitos profissionais têm trabalhos menos convencionais, não precisando estar presentes no escritório das empresas. Contudo, o que parece extremamente positivo, pode se transformar numa série de distrações que fazem o rendimento cair bruscamente. O escritório compartilhado está menos propenso a essa situação, porque todo mundo está trabalhando e se tem uma configuração corporativa sem televisão ou familiares presentes.

Experiência diferenciada de trabalho

Ao escolher atuar num coworking, o profissional deve estar aberto para aproveitar a experiência diferenciada que esse ambiente oferece. Não se trata de, simplesmente, ter um lugar com uma mesa e um computador para executar as suas tarefas, é um ambiente em que se pode trocar ideias com os colegas e deixar de lado aquele medo de que roubem suas ideias.

Pontos Negativos do Escritório Compartilhado

Como tudo na vida, o trabalho num coworking também tem seus pontos negativos que vou apresentar abaixo.

Pouca (ou nenhuma) privacidade

Normalmente, esses espaços se valem do conceito open office, ou seja, sem divisórias ou portas, de maneira que alguns profissionais podem se sentir intimidados. A falta de privacidade pode acarretar ainda em problemas como a distração, para algumas pessoas é impossível não perceber os ruídos dos colegas ao seu redor. Por isso, esse é um sistema de trabalho recomendado para pessoas verdadeiramente focadas.

Falta de flexibilidade

Um dos fatores que contribuiu para que mais profissionais buscassem realizar suas atividades home office foi a flexibilidade de horários, para algumas pessoas é mais fácil trabalhar as duas da madrugada do que as duas da tarde. Quando se migra as atividades para um escritório compartilhado, pode surgir a necessidade de se encaixar no horário comercial novamente, pois esses espaços têm hora para abrir e para fechar.

Falta de praticidade para armazenar estoque

No caso de companhias que precisam de espaço para armazenar estoque, pode ser desgastante ter que guardar seus pertences todos os dias no final do horário de trabalho em armários ou salas. A dica é se informar sobre qual é a estrutura a que cada locatário tem direito e, no caso de não ser suficiente, saber se é possível negociar com outros indivíduos para utilizar seus espaços sobressalentes.

Saída do Escritório Compartilhado

Os empresários devem dar atenção para o momento de deixar o coworking, o que pode ser motivado tanto pela falta de adaptação ao esquema do espaço como pelo crescimento da companhia. Quando o negócio se estabelece tendo a partir de 5 funcionários, se mostra importante ter uma estrutura própria para aumentar a sua seriedade perante o mercado.

O que você pensa a respeito dos pontos positivos e negativos do escritório compartilhado que foram apontados? Deixe seu comentário!

Saiba mais sobre escritório compartilhado e assuntos relacionados. Inscreva-se no meu canal. Inscreva-se agora!