Você sabe o que significa Just in Time?

Você sabe o que significa Just in Time?

Você acredita que seja possível cortar custos em uma empresa e ao mesmo tempo ganhar em qualidade? Parece um posicionamento um tanto utópico, para não dizer contraditório, correto? Pois bem, lhes apresento o modelo Just in Time que vem para provar que é mais do que possível cortar custos e melhorar processos.
 
Just in Time em português é traduzido como “Na hora certa”. Trata-se de um modelo de gestão que tem por objetivo alavancar a produtividade global de uma empresa e eliminar desperdícios. Visa reduzir custos por meio do fornecimento de bens e serviços na quantidade e locais corretos, no momento exato em que eles forem solicitados. Dessa forma, a empresa passa a utilizar minimamente seus equipamentos, materiais, instalações e recursos humanos.
 
A principal sacada do Just in Time é justamente essa produção feita de acordo com a demanda, sendo assim a empresa vai produzir naquele momento somente os produtos necessários, nas quantidades necessárias.
 
Para os mais curiosos, vale lembrar que o Just in Time nasceu nos anos 50, no Japão do pós-guerra. A Toyota Motor Company foi à responsável por desenvolver o modelo e o implementou com o objetivo de criar uma cultura de pouco desperdício e alto valor agregado. A empresa ganhou visíveis vantagens competitivas no mercado com a implantação do Just in Time, se antes ela demorava 1 hora para preparar uma prensa de 800 toneladas que era usada para moldar capôs e pára-choques, conseguiu reduzir esse tempo para apenas 12 minutos.
 
O longo dos anos o Just in Time passou a ser conhecido como um modelo de qualidade total. Deixou de ser apenas uma técnica de gestão da produção para ser considerado como uma completa filosofia, que inclui aspectos de gestão de materiais, gestão da qualidade, organização física dos meios produtivos, engenharia de produto, organização do trabalho e gestão de recursos humanos.
 

Kaban , um importante suporte ao Just in Time

 
Haja termo estrangeiro dentro de uma mesma publicação heim! Nunca ouviu falar em Kaban? Muita calma nessa hora, eu explico! Kanban vem do japonês e significa, literalmente, “cartão” ou “sinalização”. É um sistema que foi criado simultaneamente ao Just in Time, muito como ferramenta de apoio à implementação da modelo. O Kanban propõe a utilização de cartões (ou os famosos post-its) para indicar e acompanhar e maneira visual, prática e utilizando poucos recursos, o andamento dos fluxos de produção nas empresas.
 
O Kaban leva em conta três fases: to do (a fazer), doing (fazendo) e done (feito). No Just in Time, o Kanban tornou-se uma peça fundamental, pois fornece uma visão e interpretação sistêmica da produção e da movimentação de itens.
 
Para aplicar o Kaban nos processos da sua empresa é preciso engajar toda a sua equipe, todos devem saber como operá-lo e participar ativamente desse fluxo. É responsabilidade de cada um manter o painel escolhido sempre atualizado e completo.
 

Como implantar o Just in Time?

 
Implantar o Just in Time na sua empresa não será um bicho de sete cabeças, porém, você precisa ter em mente que será uma mudança intensa no fluxo de processos e você precisa se certificar que a sua equipe estará preparada e comprometida em abraçar a nova proposta.
 
O primeiro passo é repensar o modelo de produção da sua empresa de modo que os pedidos dos seus clientes sejam atendidos no menor tempo possível. Na seqüência você precisa treinar muito bem a sua equipe para que ela seja capaz de se adaptar ao novo fluxo de trabalho e aos novos objetivos.
 
O terceiro passo consiste em alinhar os processos da empresa com os fornecedores para que eles possam ofertar a quantidade de matéria-prima necessária no tempo certo. Você não pode correr o risco de travar a sua produção por falta de matéria-prima, o que criaria um efeito bola de neve e retardaria a entrega final do produto ao cliente.
 
Envolva seus clientes no novo processo, converse com eles e tentem juntos estabilizar a demanda de produção ao estabelecer um prazo de entrega que seja benéfico para ambas as partes.
 
Com o Just in Time em andamento, vale ressaltar que o planejamento deixa de ser realizado em função das projeções de vendas e passa a ser feito com base em encomendas concretas. Você vai economizar tempo e esforços num robusto controle de estoque e poderá redirecionar sua enegia para outras áreas da empresa como, por exemplo, gestão comercial.