Conta bancária PJ: fique por dentro do assunto

Conta bancária PJ: fique por dentro do assunto

Se você decidiu empreender, ou seja, dar o ponta pé inicial para abrir a sua própria empresa, acredita-se que você atingiu a maturidade necessária para enfrentar os desafios que surgirão ao longo desta caminhada, que só está começando. Assim, tomada esta grande e importante decisão, é preciso dar os primeiros passos, como, por exemplo, criar um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – CNPJ, para sair da estaca zero e se tornar, verdadeiramente, empresário ou empreendedor em nosso país.
 
Logo no início desta jornada, você perceberá grandes diferenças, que vão exigir de você uma mudança de postura para lidar com estas situações. Isso porque, na maior parte do tempo, você vai deixar de ser uma pessoa física, para se tornar e assumir o papel de pessoa jurídica, que exatamente o que vai acontecer quando você precisar abrir uma conta bancária para a sua empresa, ou seja, você não vai utilizar a sua conta pessoal para receber e realizar os pagamentos de sua organização, por exemplo, pois existe um tipo de situação específica para atender esta necessidade.
 
É sobre este assunto que vou discorrer hoje, para esclarecer suas principais dúvidas sobre o tema conta bancária de pessoa jurídica, ou PJ, e lhe informar tudo o que você, enquanto empresário ou empreendedor, precisa saber referente a isso.
 

Uma situação recorrente

 
Uma das dificuldades que grande parte dos novos empreendedores e empresários encontram, se dá por conta da adaptação entre a mudança de pessoa física para pessoa jurídica, principalmente aqueles que têm pequenas e médias empresas. O que quero dizer, é que, a partir do momento em que se decide abrir o próprio negócio, é necessário fazer uma separação, principalmente no que diz respeito à questões financeiras.
 
Acontece, que muitos donos de empresas, especialmente no começo, tendem a misturar o dinheiro pessoal com o dinheiro da organização e vice-e-versa. Ou seja, utilizam, de maneira descontrolada, os lucros que recebem, para pagar contas pessoais, entre outros gastos. Este tipo de situação não pode, em hipótese alguma, ocorrer, pois os prejuízos podem ser incalculáveis no futuro.
 

O que você precisa saber?

 
É para evitar situações como estas, que toda empresa deve ter sua própria conta bancária, pois assim a movimentação financeira acontece de forma mais controlada, sem que se gere riscos para a organização como um todo.
 
Veja a seguir, tudo o que você precisa saber, para que no momento em que fizer a abertura da conta, tenha todas as informações necessárias e tire apenas as dúvidas que restarem com o seu futuro gerente.
 

Recebimento direto na conta PJ

 
Como venho dizendo ao longo de todo o artigo, é necessário separar é necessário separar o dinheiro pessoal do dinheiro da empresa, para não causar confusão. E esta é uma das maiores vantagens existentes quando se cria uma conta direcionado exclusivamente para a sua organização. Acontece, que a conta jurídica, será específica para que seus clientes realizem pagamentos, bem como para que você faça pague o salário de seus colaboradores, via transferência bancária, e assim por diante.
 

Empréstimos

 
Se sua intenção é abrir uma conta PJ para solicitar empréstimos, saiba que existem alguns benefícios neste sentido. Isso porque, toda empresa que possui conta em banco, automaticamente já tem também linha de crédito para obter empréstimo de maneira ainda mais facilitada, eliminando assim a necessidade de realizar esta ação, como pessoa física.
 

Serviços e tarifas

 
Ao contrário do que se pratica em contas de pessoas físicas, os pacotes de serviços, bem como as tarifas cobradas por eles, em contas PJ, têm um custo bem mais elevado. O motivo se dá, justamente pelas facilidades que o banco oferece às empresas, como empréstimos, melhores condições de pagamento, cartões de crédito, entre outros benefícios.
 

Como abrir uma conta PJ?

 
Outra diferença entre pessoa física e pessoa jurídica, diz respeito à burocracia na hora da abertura da conta PJ. Enquanto para um somente são exigidos alguns documentos pessoais e comprovante de endereço, para a empresa, é necessário apresentar uma infinidade de documentos, como comprovante de inscrição do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – CNPJ, faturamento, comprovante de endereço, entre outros.
 
Pode ser que isso varie de banco para banco, porém, a documentação básica, geralmente é esta.
 
Agora que você já sabe como abrir uma conta PJ, bem como suas vantagens e desvantagens, é chegado o momento de avaliar qual será o melhor banco para fazer isso. Veja qual pode lhe atender melhor, compare as tarifas e os pacotes de serviços de um de outro, analise as propostas e tome decisões conscientes, para não sofrer com taxas abusivas, entre outras situações no futuro.
 
Gostou do conteúdo que compartilhei hoje com você? Suas dúvidas foram esclarecidas? Então deixe o seu comentário e continue acompanhando meus posts, pois todos os dias tem artigos novos para potencializar os resultados de sua empresa.