Entenda a Diferença Entre Custo e Despesa e a Importância de Identificá-los

O entendimento efetivo da diferença entre custo e despesa é essencial para manter a gestão financeira do negócio em dia. Alguns empreendedores de primeira viagem podem ficar confusos com os dois termos e acabar errando nos registros das saídas do caixa. Mesmo contando com o auxílio de profissionais da área financeira é relevante ter esse conhecimento para uma administração mais eficiente.

Qual a diferença entre custo e despesa?

O ponto central que diferencia custo e despesa está relacionado a que se destina cada tipo de gasto. A seguir vou explicar com maior efetividade ambos os conceitos para que essa distinção possa ficar mais clara.

O que são custos?

Basicamente custos são gastos que a companhia precisa fazer para manter a produção como a compra de matérias-primas ou a aquisição de maquinário e ferramentas. Então se um gasto é necessário para que os produtos possam ser confeccionados pela organização são classificados como custos. Fica a dica ainda de que os custos podem ser divididos em duas categorias que são os diretos e os indiretos.

O que são custos diretos?

Consideram-se como custos diretos aqueles que estão diretamente ligados a produção dos produtos ou serviços da organização. Os principais exemplos são a compra de maquinários, de insumos, ferramentas entre outros.

O que são custos indiretos?

São custos indiretos todos aqueles que são necessários para a produção, mas que não dizem respeito ao fabrico dos itens em si. O exemplo perfeito é dos custos de logística que, embora seja fundamental para a formação e organização do estoque, não tem a ver com o processo de fabricação dos produtos.

O que são despesas?

Recebem o nome de despesas os gastos que são essenciais para a realização das atividades de uma companhia, mas que não têm ligação com a produção. Dentre os principais exemplos de despesas estão os gastos relativos a departamentos como o de marketing, finanças e comercial. Embora esses setores sejam cruciais para a atuação da empresa no mercado não estão diretamente ligados à produção ou oferta de bens e serviços. As despesas podem ser divididas nas categorias de fixas e variáveis.

O que são despesas fixas?

Na categoria de despesas fixas estão aquelas que não variam de acordo com o aumento ou redução da demanda produtiva. Contas de água, luz e telefone geralmente se mantêm estáveis mesmo quando há aumento da demanda. No caso de um ou mais desses serviços apresentarem um aumento significativo para aumentar a produção deixam de ser classificados como despesas fixas.

O que são despesas variáveis?

Nessa categoria estão as despesas que variam de acordo com o aumento ou redução da demanda produtiva. Um exemplo desse tipo de despesa é o pagamento de horas extras para os colaboradores do departamento comercial, por exemplo. Embora eles não estejam envolvidos com a produção em si precisam trabalhar mais para o fechamento dos contratos de compra e venda quando a demanda cresce.

Tirando a prova real

Você compreendeu o que expliquei acima, mas ainda têm dúvidas quando se trata de diferenciar se um gasto é um custo ou uma despesa? Pode ficar tranquilo que assim como na matemática existe sempre um meio de comprovação do resultado na questão de categorização financeira também. A dica é pensar sobre o gasto e responder a seguinte questão: “Posso continuar produzindo sem esse gasto?”.

Se for possível continuar produzindo sem esse gasto ele é uma despesa, no entanto, se a produção se torna inviável então você está diante de um custo. Viu como é bem simples separar custos e despesas? Mas, talvez outra dúvida que você tenha diga respeito a real importância de fazer essa seleção. Abaixo vou explicar isso também.

Por que é importante entender a diferença entre custo e despesa?

A compreensão dessa diferença permite alocar os gastos nas categorias corretas de maneira a trabalhar com dados financeiros de maneira assertiva. A definição de margem de contribuição, por exemplo, depende da categorização correta de custos e despesas. Para quem não conhece esse conceito se refere ao valor de custo do produto que sobra quando a venda é realizada.

Esse é o principal indicador para determinar se vender um produto é lucrativo ou não. Se não for feito um cálculo correto em relação ao custo de produção desse item como se pode ter a identificação correta da margem de contribuição? Muitas empresas enfrentam dificuldades no mercado exatamente porque cometem erros em questões básicas de controle financeiro. Cada pequeno erro contribui para uma situação complicada a longo prazo que pode se tornar uma bola de neve.

Contrate um contador

Todo empreendedor precisa de um contador para ajudá-lo nas questões relativas ao pagamento de impostos. Contudo, esses profissionais fazem bem mais do que somente ficar atentos ao Fisco. Aos contadores fica a tarefa de manter as finanças da companhia bem planejadas e de acordo com o esperado.

Gostou de saber a diferença entre custo e despesa? Deixe seus comentários abaixo! 

Copyright:566835985 – https://www.shutterstock.com/pt/g/wutzkoh

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros Artigos

Marcus Marques

Empresário e Empreendedor
Marcus Marques é mentor e referência em gestão para pequenas e médias empresas. É sócio diretor do Instituto Brasileiro de Coaching - IBC*, empresa líder de mercado construída junto com seu Pai (José Roberto Marques) que tem mais de 500 colaboradores.Seu conteúdo é recomendado pela Exame.com e foi eleito em 2016 Empreendedor do Ano com o #PJB Prêmio Jovem Brasileiro. Com base em sua formação e experiência prática, criou a metodologia Acelerador Empresarial, onde mais de 1.000 empresas já participaram de seus programasQuer conhecer os resultados e o perfil completo? Veja tudo sobre o Marcus aqui.

CONTATE-ME

TERMOS E CONDIÇÕES | POLÍTICA DE PRIVACIDADE

© 2018 MARCUS MARQUES. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

CNPJ:25.048.157/0001-18 – MARCUS MARQUES INSIGHTS LTDA

AL MARACANA – 1029 CEP: 74.674-150 – QUADRA119 LOTE 21 CASA 02 SALA 01